O Omnichannel e a revolução do varejo

Pesquisa aponta que consumidores com acesso a múltiplos canais gastam cerca de 37% a mais do que em empresas de canais únicos

Omnichannel

Crédito: Shutterstock

A experiência do consumidor tem se tornado cada vez mais prioridade para as empresas principalmente para as do setor varejista. Ser apenas um meio de compra e venda já não é mais o suficiente para ganhar o público.

Em meio a concorrência afiada é preciso se destacar. Nesse panorama, os modelos de negócio Omnichannel têm sido uma estratégia fundamental no processo.

O sistema permite que a empresa integre todos seus canais de atendimento, oferecendo uma experiência diferenciada aos clientes. O Omnichannel é mais que o futuro do varejo, é uma necessidade.

Por exemplo, nesse sistema um produto pode ser visto no e-commerce, mas o consumidor pode adquiri-lo em uma loja física caso queira vê-lo pessoalmente. Da mesma forma, ele pode encontrar o mesmo produto na loja, experimentar, gostar e buscar pelas melhores condições de pagamento no ambiente virtual.

Esse dinamismo na hora de comprar é o que o varejo tem buscado cada dia maisAlém disso, na Omnicanalidade há uma expansão dos canais de compra: redes sociais, aplicativos para celulares, sites, lojas físicas, televisão, rádio e diversas outras opções são entregues ao consumidor.

Uma pesquisa realizada pela Capgemini, uma das líderes globais de serviço e consultoria, tecnologia e terceirização, mostrou que 46% das varejistas acreditam que a tecnologia digital irá alterar as formas de fazer negócio, mas apenas 36% delas estão munidas de estratégias para realizar mudanças em seus serviços. Ainda há muito trabalho a fazer.


Vantagens de ser um varejo Omnichannel

1. Aumento nas vendas

Um estudo feito pela Accenture, multinacional de consultoria de gestão, revelou que consumidores que têm acesso a múltiplos canais de compra gastam cerca de 37% a mais do que empresas de canais únicos.

2. Estratégias de vendas para públicos segmentados

Cada cliente é único. O mundo digital permite reconhecer suas próprias necessidades, assim é possível traçar estratégias detalhadas, objetivas e personalizadas. Com isso a empresa consegue entregar ao consumidor as soluções que eles desejam, no tempo lugar certo.

3. Mapeamento das vendas

A integração entre os canais permite que as tendências de vendas sejam mapeadas e monitoradas para que o empreendedor consiga identificar comportamentos e tomar decisões mais certeiras para o negócio.

4. Atendimento personalizado

O modelo facilita o armazenamento e rastreio de interações com os clientes, o que pode ser uma grande vantagem na hora de oferecer um atendimento personalizado. O histórico coletado possibilita que o atendente saiba com que tipo de consumidor está lidando.

A segunda vantagem do rastreio é o fato de conseguir fazer ofertas personalizadas, com base nas últimas compras, gostos e dados de navegação do cliente.


+ OMNICHANNEL

O consumidor é omnichannel?

Linx adquire Millennium e promete melhorar experiência omnichannel

Cinco dicas para implementar uma estratégia omnichannel eficiente