Forever 21 pede recuperação judicial nos Estados Unidos

Empresa planeja saída de Europa e Ásia, além do fechamento de 20% de suas lojas nos Estados Unidos. Por enquanto, operação brasileira não sofre alterações

Forever 21

Foto: Shutterstock

O já esperado pedido de recuperação judicial da Forever 21 aconteceu neste domingo (30), nos Estados Unidos. A varejista de moda tem dificuldades depois de passar por uma expansão mobiliária muito agressiva, principalmente em shopping centers.

A marca recorre a um dispositivo da lei norte-americana de falências que permite manter o controle e posse de seus bens enquanto administra uma reestruturação.

Fechamento de lojas

No pedido de recuperação judicial, a Forever 21 pede autorização para fechar 178 lojas nos Estados Unidos. O impacto do encerramento dessas operações deve ser enorme no mercado de shopping centers norte-americano. A varejista é a sétima maior inquilina da Simom Property Group, maior operadora de shopping centers dos EUA.

O encerramento das atividades da varejista pode acelerar um processo agressivo de fechamento de 25% dos shopping centers até 2022, previstos por estudos feitos no país.

Foto: Shutterstock

A queridinha dos adolescentes também pretende fechar a maioria de suas lojas na Ásia e na Europa. Não há previsão de fechamento de unidades na América Latina. No mundo todo, a empresa tem 815 lojas.

Ajuda

A empresa de fast fashion captou US$ 275 milhões em financiamento. Os credores foram a JPMorgan Chase e a TPG Sixth Street Partners.


+ NOTÍCIAS

Marisa pode fechar 18 lojas de baixo desempenho em 2019
As prioridades da operação da Home Depot, uma das maiores do varejo mundial