Amazon inaugura sede na Índia e sinaliza disputa com o Walmart por liderança no país

Sede tem mais de 95 mil metros quadrados e será o maior escritório da Amazon no mundo. Movimento indica que briga pelo e-commerce indiano será grande

amazon

Foto: Shutterstock

A Amazon deixou clara sua intenção de crescer na Índia ao inaugurar, nesta quarta (21), seu maior escritório do mundo.

O novo espaço da empresa de Jeff Bezos foi instalado na cidade de Hyderabad, que fica no sul do país asiático. Vale lembrar que a Índia é um dos mercados mais promissores para o varejo em potencial de crescimento.

Para o novo escritório, que tem mais de 95.000 hectares, a empresa alegou ter desembolsado “centenas de milhões de dólares”. A sede vai abrigar mais de 15 mil funcionários.

Em toda a Índia, a varejista tem 62 mil funcionários, sendo um terço deles, aproximadamente, de Hyderabad.

A inauguração acontece depois da polêmica desistência da empresa em inaugurar uma sede em Nova York. Há alguns meses, a empresa abandonou os planos de construir um QG na cidade americana e culpou a resistência de líderes locais por isto.

Mercado disputado

A briga pela entrada no mercado indiano é antiga. O Walmart já tentou, de várias formas, prosperar no país que tem mais de um bilhão de habitantes.

A enorme população e a falta de concorrentes de peso, como acontece na China, são considerados grandes atrativos para o mercado.

Há um ano Amazon e Walmart travaram uma batalha pela compra do maior e-commerce da Índia, o Flipkart. Depois de muita especulação, a rede supermercadista levou a melhor e comprou 77% da loja virtual por US$ 16 bilhões. Por conta disso o Walmart passou a ameaçar a Amazon, que tem 27% do comércio eletrônico indiano.

Estima-se que o comércio eletrônico do país atinja U$S 200 bilhões em valor de mercado em uma década. A projeção para 2020 é de que a Índia tenha mais de 600 milhões de habitantes com acesso à internet. Se a estimativa for confirmada, o país fica atrás apenas da China.


+ SOBRE A AMAZON

O que Amazon, Pão de Açúcar e Raia Drogasil estão fazendo com seus dados
O avanço gradual da Amazon no Brasil
Empresa será investigada em duas frentes por práticas anticompetitivas


Foto Unsplash