Walmart vai investir US$1,2 bilhão em logística na China

Rede de supermercados vai construir ou remodelar pelo menos 10 Centros de Distribuição no país asiático

Walmart

Crédito: Divulgação

O Walmart está investindo pesado em logística na China. A gigante varejista vai aplicar US$1,2 bilhão em sua cadeia de abastecimento no país asiático. A rede vai construir ou modernizar pelo menos 10 centros de distribuição no país ao longo dos próximos 20 anos.

O considerável investimento do Walmart na solidificação de sua infraestrutura de logística na China segue alguns outros projetos recentes significativos na cadeia de abastecimento naquele país.

“O Walmart continua a aumentar o investimento na logística da cadeia de fornecimento para permitir o desenvolvimento omnichannel e continuar a fornecer aos nossos clientes chineses excelentes produtos frescos e melhorar nossos serviços”, disse Ryan McDaniel, vice-presidente sênior da cadeia de fornecimento Walmart China. “Vamos investir para construir mais de 10 na China nos próximos 10 a 20 anos”.

Walmart: e-commerce pode perder US$ 1 bilhão em 2019

Isso inclui um investimento de mais de US$100 milhões para a construção do Centro de Distribuição de Alimentos Frescos do Sul da China, com 33.700 m², em funcionamento desde março de 2019. Atualmente, o CD atende mais de 100 lojas Walmart em Guangdong e Guangxi, na China e tem capacidade de distribuição diária de até 165.000 caixas de produtos.

O novo centro de distribuição de alimentos frescos ganhou a Certificação Global Padrão de Armazenagem e Distribuição da Reputação de Marca através da Conformidade (BRCGS), tornando-se o primeiro centro de distribuição na indústria de varejo da China a atingir essa certificação.

Crédito: Divulgação

O Walmart South China Fresh Food Distribution Center é o primeiro centro de distribuição da Walmart China especialmente projetado e construído de acordo com os principais padrões internacionais. O centro pode armazenar e processar simultaneamente mais de 4.000 tipos de produtos com temperatura regulada, refrigerados ou congelados, e é configurado com hardware avançado de controle de temperatura.

O sistema de refrigeração centralizado é baseado na refrigeração de amônia, combinado com outros refrigeradores em várias zonas de temperatura, aumentando a eficiência e a sustentabilidade. O design da área de armazenamento economiza mais de 330.000 quilowatts-hora por ano.

No estágio de transporte da cadeia de frios, o Walmart exige que as mercadorias sejam resfriadas antes de serem carregadas em caminhões com temperatura regulada. A temperatura de pré-resfriamento é então verificada por um “sistema de monitoramento de transporte” e o contêiner é carregado apenas quando a temperatura atinge o nível definido.

Walmart vai entrar na casa dos consumidores e abastecer suas geladeiras

Todos os veículos de embarque que atendem o Walmart possuem dispositivos a bordo que monitoram a temperatura no veículo ao longo da rota de entrega para garantir que o produto fresco seja protegido e chegue na loja a tempo.

Além disso, a cadeia de fornecimento do Walmart na China aprimora o armazenamento e a análise de dados usando uma plataforma internacional de Big Data e novos aplicativos móveis que permitem aos gerentes da cadeia de suprimentos visualizar o desempenho do sistema.

Além disso, a cadeia de fornecimento desenvolve procedimentos operacionais e programas de treinamento de funcionários de acordo com os padrões internacionais, com o objetivo de melhorar continuamente a eficiência operacional por meio da digitalização.

Outra solução de logística que o Walmart lançou no país inclui uma solução de separação que fornece distribuição flexível para lojas comunitárias e outra para simplificar processos. O objetivo é reduzir o estoque durante operações experimentais, economizando cerca de 50% de espaço e melhorando a eficiência em quase 300%.

A rede de supermercados entrou no mercado chinês em 1996 e abriu sua primeira loja em Shenzhen. O Walmart Global Procurement Office foi estabelecido em Shenzhen em 2002. O Walmart atualmente opera uma variedade de formatos na China, incluindo shoppings, lojas Sam’s Club e supermercados Huisafe.

Walmart está usando realidade virtual para encontrar gerentes