Pão de Açúcar vende suas ações e Klein retoma controle da Via Varejo

Empresário tem a missão de reerguer empresa que possui mais de 1.000 lojas e faturamento anual de R$ 30 bilhões

ações

Michael Klein, da Via Varejo. Crédito: Suno Research

Michael Klein voltou a ser o dono da Via Varejo depois que o GPA passou mais de dois anos tentando vender o grupo varejista. Na última sexta-feira (14), o empresário e filho do fundador da Casas Bahia (Samuel Klein) comprou R$ 100 milhões em ações – 1,6% do capital – e se tornou o maior acionista individual da varejista de móveis e eletrodomésticos.

A intenção de Klein era comprar R$ 300 milhões em ações, mas os papeis foram vendidos por R$ 4,90, valor acima dos R$ 4,75 propostos pelo empresário em ordem de compra. O GPA era o controlador do negócio com 36,27% do capital social da empresa, enquanto a família Klein tinha 25,43%.

GPA fora

Com o negócio, o Pão de Açúcar deixa de ter participação na Via Varejo, o que o grupo tentava desde o final de 2016. O GPA quer se concentrar na transformação digital do varejo alimentar. Recentemente, a rede comprou a startup de entrega James Delivery e investiu na ampliação dos modelos de entrega “Express” e “Clique & Retire“. Além disso, a empresa testa em suas lojas soluções para acelerar o check-out e até tornar esse processo autônomo.

LEIA MAIS
12 Novidades que o Pão de Açúcar está testando em sua loja

Desafios para Klein

Já para o empresário que manifestava interesse em retomar o negócio desde 2012 os desafios são muitos. No ano passado, a Via Varejo teve prejuízo de R$ 267 milhões mesmo com faturamento de R$ 30,6 bilhões. Além da situação financeira da empresa, a concorrência também preocupa. A principal rival da Via Varejo é o Magazine Luiza, empresa listada no ranking das 250 maiores varejistas do mundo e que vale R$ 38,7 bilhões, enquanto o valor de mercado da Via Varejo é de R$ 6,3 bilhões.

A presença física da Via Varejo pode ser explorada por Klein na nova fase. O grupo tem 1044 lojas espalhadas pelo Brasil – 225 do Ponto Frio e 819 da Casas Bahia. Além disso, são 26 centros de distribuição, o que ajuda qualquer varejista a chegar com mais agilidade na casas dos consumidores. No ano passado, o online teve participação de 21,5% no faturamento da Via Varejo. Entregas expressas e Clique e Retire podem alavancar tanto o físico quanto o e-commerce da empresa.