A loja de conveniência feita para conscientizar os consumidores

“Os clientes têm sempre razão, só não aqui”, diz um recado na loja. Projeto mostra como os consumidores podem usar produtos de necessidade básica mais sustentáveis

Crédito: Divulgação

Quantos de nós buscamos itens de uso único, como garrafas plásticas, sacolas plásticas e talheres descartáveis, simplesmente porque são convenientes? Um projeto em Cingapura reúne algumas dicas sobre os pequenos passos que os consumidores podem dar para ajudar a eliminar esse hábito de plástico em uma loja de conveniência (ou nem tanto).

No Dia Mundial do Meio Ambiente, em junho, a Temasek Shophouse lançou a loja de conveniência The (Not So) Convenience Store, uma loja para aumentar a conscientização sobre o crescente problema de resíduos de Cingapura.

O espaço é preenchido com alternativas sustentáveis ​​para as necessidades diárias, como canecas reutilizáveis, escovas de dente e canudos de bambu e sacolas de nylon reutilizáveis.

loja de conveniência

“Os clientes têm sempre razão, só não aqui”, diz o recado na loja / Crédito: Reprodução

Os produtos são organizados nas quatro principais categorias de resíduos – alimentos, produtos domésticos, eletrônicos e plásticos – produzidos por cingapurianos.

A loja não vende os produtos diretamente, mas as pessoas podem comprar produtos on-line por meio de códigos QR. Juntamente com a exposição, o Temasek Shophouse vai sediar uma série de workshops, exposições, exibições de filmes e seminários.

Os organizadores disseram que somente Cingapura gerou mais de 7,78 milhões de toneladas de lixo em 2017 – o suficiente para encher 15 mil piscinas olímpicas.

A diretora de impacto social da Temasek Trust, Yvonne Tay, disse em entrevista ao portal de Cingapura Today Online que “fazer o bem pode estar no coração da cidade” e  que “todos podem inspirar e aprender uns com os outros”.

LEIA MAIS: Lojas de conveniência do Canadá se preparam para vender maconha

loja de conveniência

Crédito: Reprodução