Dia dos Namorados: faturamento cresce 24% mesmo com queda no ticket médio

Crescimento das vendas motivadas pela data comemorativa superou as espectativas. Ticket médio e fluxo nas lojas foram menores em relação a 2018

Dia dos Namorados

Crédito: Pexels

Após um Dia Namorados fortemente impactado pela greve dos caminhoneiros em 2018, a data este ano faturou R$ 2,2 bilhões, um crescimento nominal de 24% em relação ao mesmo período do ano passado (28 de maio a 11 de junho), de acordo com pesquisa realizada pela Ebit | Nielsen.

Embora o ticket médio tenha sofrido uma variação negativa de 17%, com valor de R$ 384, o número de pedidos cresceu 50% em relação ao ano passado, com a impressionante marca de 5,7 milhões de pedidos.

LEIA MAIS: 98 milhões de brasileiros vão presentear alguém no Dia dos Namorados

Dentre as categorias campeãs de pedidos estão: Perfumaria & Cosméticos (19,9%), Moda & Acessórios (18,2%), Casa & Decoração (10,3%), Eletrodomésticos (9,4%), Informática (5,9%), Telefonia & Celulares (4,8%), Esporte & Lazer (4,1%), Alimentos & Bebidas (3,8%), Eletrônicos (3,2%) e Livros (3,1%).

O estudo da Ebit | Nielsen também mostra que no início do mês de junho a intenção de compra para o Dia dos Namorados estava menor que no ano passado. Às vésperas da comemoração, no entanto, a porcentagem de compras com finalidade de presentear na data foi maior que em 2018.

Fluxo maior

Outro estudo, realizado pela Seed Digital, mostrou aumento de 11% na movimentação do varejo em relação à média de 2019, confirmando a projeção da empresa de coleta e análise de dados em lojas físicas divulgada antes do Dia dos Namorados. Mas em comparação com o mesmo período de 2018, houve queda de 16% no fluxo de visitantes em lojas físicas. Essa é a segunda redução seguida: em 2018, foi de 3% em relação à 2017.