Pão de Açúcar começa a vender hambúrguer vegetal feito por startup brasileira

Os hambúrgueres feitos à base de vegetal estão ganhando espaço no Brasil o no mundo. Aqui, a JBS-Friboi já havia anunciado seu hambúrguer sem carne

Unsplash

O GPA, que é dono do Extra e do Pão de Açúcar, começa a vender, hoje, hambúrguer vegetal. A empresa fechou parceria com a startup brasileira Fazenda Futuro e com a ONG The Good Food Institute para o lançamento do Futuro Burger, hambúrguer “plant-based” que está sendo vendido por R$ 17,99 a bandeja com duas unidades. O produto estará disponível nas opções resfriada e congelada. A partir desta terça-feira (28), as opções estarão em todas as unidades do Pão de Açúcar no Estado de São Paulo.

Uma pesquisa da Barclays apontou que as vendas de substitutos vegetais podem ocupar 10% das vendas das vendas de carne vegetal, o que representaria 140 bilhões de dólares nos próximos 10 anos. O segmento de proteína animal chegaria a 1,4 trilhão em 2029.

Apesar de ter um rebanho de 200 mil cabeças de gado, 500 mil suínos, 43 milhões de frangos e 80 mil outros animais (cordeiros, ovelhas, entre outros), a JBS-Friboi, um dos maiores produtores de proteína animal do mundo, anunciou, no começo de maio, um hambúrguer idêntico ao de carne animal, mas totalmente feito com plantas.

Nos Estados Unidos, as ações da Beyond Meat – foodtech que também lançou seu hambúrguer vegetal, à base de ervilha – dispararam no dia de lançamento do seu hambúrguer, no dia 2 de maio.

Componentes

O hambúrguer vegetal promete imitar o gosto, o aroma e a textura do hambúrguer tradicional, feito a partir de uma combinação de aromatizantes e temperos naturais, grão de bico, proteína isolada de soja e proteína de ervilha. Já para imitar a cor de sangue da carne bovina foi utilizada beterraba em sua composição.