E-commerce deve crescer 5% com vendas no Dia das Mães, afirma Ebit

O número de pedidos deve sofrer forte expansão, mas a expectativa é de queda no tíquete médio em relação ao Dia das Mães de 2018

Unsplash

O faturamento do comércio eletrônico brasileiro no Dia das Mães deve bater R$2,2 bilhões, alta de 5% nominal na comparação com o faturamento de 2018, de R$2,11 bilhões, aponta a Ebit|Nielsen. O número de pedidos deve sofrer forte expansão de 26%, para 5,8 milhões, mas o tíquete médio deverá registrar retração de 16%, para R$383.

A queda no tíquete médio em detrimento da forte alta no número de pedidos mostra comedimento nos gastos. “Mas é importante lembrar que neste mesmo período do ano passado, as vendas de TVs estavam muito aquecidas por conta da proximidade da Copa do Mundo. Esse fator sazonal também impacta na nossa expectativa de redução do valor para 2019”, diz Ana Szasz, head da Ebit|Nielsen.

Neste ano, acrescenta Ana Szasz, o e-commerce está registrando um volume grande de vendas da categoria Cosméticos e Saúde, que também possuem tíquete médio menor. Livros, smartphones, tênis, perfumes e calçados estão entre os produtos mais comprados com a finalidade de presentear.

Para este levantamento, a Ebit|Nielsen considera a previsão de compras entre os dias 20 de abril a 8 de maio. O Dia das Mães é considerado uma das principais datas do calendário do e-commerce, perdendo em faturamento apenas para o Natal (que inclui Black Friday).