Amazon está escaneando o corpo de consumidores em troca de vale-presente

Gigante do comércio eletrônico está trabalhando em parceria com startup que cria modelo 3D para desenvolver peças de roupa

Crédito: Unsplash

A Amazon está realizando pesquisas que envolvem “varreduras” digitais em 3D do corpo de consumidores em troca de um vale-presente US$ 25. A gigante do comércio eletrônico está realizando o estudo em dois locais diferentes na cidade de Nova York. O programa foi descoberto pelo portal norte-americano Mashable depois que um de seus repórteres foi alvo de um anúncio no Instagram.

O anúncio leva a um formulário online, que diz que o intuito da pesquisa é aprender sobre “diversidade entre as formas do corpo”. A página de inscrição para o estudo alega que a Amazon faz digitalizações em 3D, fotos e vídeos dos participantes do estudo, tanto em roupas completas quanto em roupas de banho. As medições de altura e peso também são coletadas durante a sessão. No site, a Amazon afirma que os dados coletados durante o estudo são “exclusivamente para pesquisa interna de produtos” e não serão usados ​​em uma capacidade de marketing.

A pesquisa de escaneamento corporal da empresa está sendo conduzida em conjunto com a Body Labs, uma empresa de imagens 3D que a Amazon adquiriu em 2017.

A startup diz que sua tecnologia pode criar um modelo 3D do corpo de um indivíduo a partir de apenas uma imagem. A Body Labs pode até adicionar movimento aos modelos para ver como certos tecidos se movem e se ajustam. A empresa trabalhava com marcas de roupas em modelos personalizadas antes de ser comprada pela Amazon.