12 Novidades que o Pão de Açúcar está testando em sua loja

O Pão de Açúcar está usando uma de suas maiores lojas como hub de inovação. Conheça as novidades que estão em teste e podem ser escaladas para a rede

Crédito: Matera

O Pão de Açúcar tem lançado novidades para o consumidor final e está transformando a loja que integra a sua sede, na região central de São Paulo, em um hub de inovação e experiência, com lançamento em primeira mão de novas soluções para o varejo supermercadista. A loja está instalada em uma das esquinas da movimentada avenida Brigadeiro Luis Antônio, no Jardim Paulista.

O portal NOVAREJO esteve na loja e conheceu cada uma das novas propostas do Pão de Açúcar. Elas vão de tecnologias de pagamento automatizado até serviços para pets e linha de produtos naturais e refeições prontas.

O GPA, dono da rede de supermercados, corre para capturar parte importante do mercado de venda de alimentos on-line com a integração de seu aplicativo a outras plataformas que estão sendo adquiridas pela empresa ou passam a integrar o grupo de parceiros da varejista. O objetivo é integrar novas soluções online com as lojas físicas, caminhando, enfim, para a experiência omnichannel.

Confira 12 novidades do Pão de Açúcar que estão sendo testadas na loja do Jardim Paulista, em São Paulo:

Aceleração do checkout

Com a automação de alguns processos e a futura extinção de algumas funções, o grupo varejista já está trabalhando o deslocamento de profissionais da linha de caixas para dentro da loja. A ideia é agilizar o processo de checkout, que, cada vez mais, será realizado por equipamentos automatizados.

Os funcionários poderão, por exemplo, auxiliar os consumidores nos processos de shop and go. Essa opção de compra permite que o cliente encha seu carrinho, deixe na frente do caixa, vá embora de mãos vazias e receba as compras em casa. Além disso, os colaboradores também utilizam um scanner dos produtos no caixa rápido  – no sistema self-scan – para imprimir uma guia de pagamento e agilizar o pagamento.

QR Code gerado pelo scanner dos atendentes (crédito: divulgação)

Self-checkout

Caixas automatizados estão sendo testados na loja do Jardim Paulista e também na do Real Parque. Duas filas desses caixas foram instaladas para que os clientes comecem a se acostumar com a ideia de, eles mesmos, utilizarem os terminais para calcular o valor total da compra e realizar o pagamento, sem a interferência de nenhum humano.

Por enquanto, alguns funcionários ainda acompanham o processo para garantir o funcionamento, coibir fraudes e furtos e ensinar o consumidor a utilizar a tecnologia, que é descomplicada, mas ainda não muito familiar para o consumidor.

O Pão de Açúcar conta com um funcionário monitorando os caixas automáticos para educar o consumidor e agilizar o processo

Esquema Amazon Go

O QR Code está no foco das ações do varejo, em especial, nos meios de pagamento. Em sua unidade interna, na sede administrativa do grupo, os funcionários podem fazer compra usando essa tecnologia no lugar dos cartões de crédito e débito e do dinheiro. Ao entrar na loja, o cliente escaneia um QR Code com o seu celular, que conecta o sistema com todos os produtos disponíveis na loja. A partir deste ponto, pega o que deseja comprar e escaneia o código de barras de cada item diretamente pelo celular. Automaticamente, o aplicativo gera um carrinho de compras (como se fosse o de um site online) e já calcula o valor total da compra. Ao fim, é preciso cadastrar um cartão de crédito para finalizar o pagamento online e na hora. Feito o pagamento, o app gera um novo QR Code, para você apresentar na catraca de saída. Feita a leitura, ela se abre para que o cliente saia.

Um iFood para chamar de seu

O GPA adquiriu a startup curitibana James, que faz entregas na residência dos consumidores em tempo reduzido. A proposta do James é entregar em até 45 minutos. O prazo de quatro horas são para as entregas do e-commerce. A startup também tem sido usada pelo grupo varejista para otimizar seus serviços de clique e retire (compra pela internet e retira na loja).

Crédito: Divulgação

Mais opções no app

O GPA tem apostada na extensão da sua plataforma de aplicativo. O app também está ganhando robustez para oferecer pagamentos via QR Code. Com a aquisição de startups, a empresa tem aumentado a oferta de serviços dentro da plataforma. Destaques para a já citada James e para a foodtech Cheftime.

Crédito: Pexels

Informações de produtos pelo celular

O aplicativo do GPA está sendo usado também para que o cliente tenha acesso à composição dos produtos vendidos nas gôndolas. Além de passar informações nutricionais depois que o QR Code do produto é lido, o app também pode encaminhar o consumidor para o blog do Pão de Açúcar na internet para que ele tenha à disposição receitas nas quais o produto em questão pode ser utilizado. 

Casinha para pets

O primeiro serviço de compartilhamento de casinhas de cachorro está sendo implementado em algumas unidades do Pão de Açúcar. O PetParker oferece casinha inteligente para que o consumidor mantenha seu animal de estimação seguro e confortável. O cliente pode monitorar temperatura da casinha e acompanhar o comportamento do pet pela imagem ao vivo na tela do celular do cliente, acessível no app.

O cliente recebe uma notificação a cada 30 minutos para renovar a “estadia” do bichinho. O recomendado é que o período do pet na casinha não ultrapasse 90 minutos.

Além da unidade do Jardim Paulista, a novidade está sendo implementada também no Pão de Açúcar do Real Parque.

Estufas dentro da loja

O GPA lançou também a Horta do Pão, um espaço dedicado para exposição de verduras orgânicas. Os produtos são cultivados em uma fazenda urbana, a apenas 10 km da loja, e vendidas na loja com muito mais frescor que uma hortaliça gerada a partir do modelo convencional (o processo reduz a distância entre o produtor e o consumidor, diminuindo também o descarte de alimentos por não estarem adequadas para o consumo). A proposta visa economizar 90% de água na produção das alfaces, rúculas e outras verduras hidropônicas. O espaço fica bem na entrada da loja e tem como função, também, dar um aspecto mais amistoso à loja e à região, sempre muito movimentada. O visual quebra um pouco a sensação demasiadamente urbana da região e da loja.

Rentbrella

Na entrada da unidade Pão de Açúcar do Jardim Paulista está instalada um totem da startup brasileira Rentbrella, que permite ao cliente alugar um guarda-chuva na unidade e entregar em outro ponto da cidade que tenha uma estação da startup.

Kits sob medida

O GPA tem uma parceria com a Cheftime para oferecer ao consumidor final kits gastronômicos com todos os ingredientes porcionados e higienizados para queo consumidor possa, ele mesmo, executar receitas diferentes das usuais, ganhando tempo e evitando desperdício). Os kits são sazonais, acompanham o que as estações têm a oferecer de melhor. A implementação está sendo feita em mais de 100 lojas.

Sucos feitos e envasados na hora

O GPA está apostando nos sucos feitos e envasados na hora. A marca Zumex de equipamentos permite que o cliente, por conta própria, faça seu suco e coloque dentro dos recipientes disponibilizados ao lado da máquina de sucos. Depois de encher a garrafa, é só levar ao caixa. A solução já está disponível em 54 lojas.

Aposta no natural

A rede varejista está apostando num vasto portfólio de produtos alimentares naturais com preço acessível. Os produtos UAU oferecem, entre outras coisas, esses sucos naturais a partir de R$8. As linhas passam a integrar a marca Qualitá, que estreia, por exemplo, na oferta de sucos naturais. Ela conta também com produtos de confeitaria. Antes, apenas os industrializados estavam disponíveis.