Walmart lança serviço de compra por voz em parceria com o Google

Consumidores podem adicionar produtos da varejista aos carrinhos conversando com o Google Assistant; serviço, por enquanto, está disponível apenas nos EUA

Google Home Mini, alto-falante inteligente do Google / Pexels

Os clientes do Walmart nos Estados Unidos poderão fazer compras por voz, usando o assistente virtual do Google. A gigante varejista anunciou a novidade nesta terça-feira (2) e disse que a solução estará disponível para todos os norte-americanos ainda neste mês.

LEIA MAIS
O varejo movido a voz nas palavras de Alexa (em mais de 80 idiomas)
Estudo da Accenture mostra crescimento global no uso de assistentes digitais de voz

Para adicionar produtos ao carrinho usando apenas a voz, o cliente precisa ter o app do Google Assistant no celular, independente do sistema operacional. Os smartphones, alto-falantes inteligentes (Google Home) ou smart watches reconhecem a fala “Hey Google, Talk to Walmart” (Hey Google, fale com o Walmart, em tradução literal) e “ficam atentos” à descrição do produto, que deve ser feita logo em seguida.

A solução foi pensada para ser usada enquanto os consumidores estão ocupados. Em um post no blog do Walmart, Tom Ward, vice-presidente sênior de operações digitais da varejista, explica que o Walmart entende que os consumidores tendem a não finalizar a compra no momento em que adicionam os itens ao carrinho virtual. “Nós sabemos que quando estão usando a voz, os consumidores gostam de adicionar um item de cada vez ao carrinho ao longo de alguns dias”, disse Ward.

Conveniência Condicionada

Adicionar produtos usando o Google Assistant será uma experiência melhor quando o consumidor está comprando um item pela segunda vez. Isso porque o Walmart aprende com o comportamento do consumidor analisando seu comportamento de compra.

Se um cliente diz ao assistente virtual: “adicione leite ao meu carrinho”, o Walmart analisa as últimas compras feitas por ele para ter certeza que colocará o tipo de leite correto. Caso contrário, o consumidor precisa especificar a marca, o tamanho e o tipo do leite.

Walmart x Amazon

O anúncio do Walmart acirra a disputa com a Amazon, que já oferece o serviço de compra por voz, via Alexa. O mercado de alto-falantes inteligentes é dominado pela companhia de Jeff Bezos. A Amazon tem 67% de participação neste mercado, de acordo com relatório da eMarketer.

Além da briga no online, território da Amazon, as duas empresas também disputam o varejo alimentar, território do Walmart. Nesta segunda (1), a Whole Foods, da Amazon, anunciou que vai diminuir o preço de centenas de itens e oferecer descontos especiais para clientes Amazon Prime.