Vai ver Vingadores no feriado? Aproveite e conheça as lojas mais legais dos shoppings de SP

Separamos lojas que, além dos produtos, oferecem experiências aos consumidores. Hering, C&A e Cacau Show estão na lista

Recorde de bilheteria, o filme Vingadores: Ultimato levou milhões de brasileiros aos cinemas. Na estreia da produção que encerra um ciclo de 11 anos da Marvel no cinema, os shopping centers tinham movimento durante às 3h da manhã. Pensando nisso, a NOVAREJO separou lojas de shoppings paulistanos que oferecem experiências dignas de visita antes ou depois da ida ao cinema. Confira:

Hering – Morumbi Shopping

A marca leva a sua loja conceito tecnologias como identificação por radiofrequência (RFID), provador inteligente, reconhecimento facial e click and colletct, além de um espaço instagramável. Outra novidade da Hering Experience, como foi batizado o modelo, é a personalização de estampas. Os consumidores usam um tablet para dar a cara que quiserem a suas camisetas. Os equipamentos do espaço “Do seu jeito” imprimem as estampas personalizadas em até cinco minutos.

Espelho interativo da loja conceito da Hering / Divulgação

Os consumidores que visitarem a loja do Morumbi Shopping serão incentivados a usar o espelho interativo, que mostra toda a coleção da Hering de maneira dinâmica. Se o cliente gostar de alguma peça que viu no espelho, o equipamento dá a opção de compra dos produtos pelo e-commerce, fornecendo um QR Code. Basta escanear o código para ser direcionado à página do produto na internet.

Vitrine da Hering foi transformada em espaço instagramável / Divulgação

Leia mais
Conheça o espelho inteligente que já opera no varejo brasileiro

Riachuelo – Shopping Eldorado

A varejista de moda inaugurou em janeiro deste ano o seu primeiro Espaço Online. A área é dedicada à compra via pontos digitais. A loja do Shopping Eldorado foi a escolhida para abrigar o lançamento e passou por uma remodelação de comunicação visual e mobiliário para embarcar as vitrines digitais.

Agora é possível acessar todo o mix Riachuelo, com as operações on e off integradas, incluindo os artigos de moda casa. As compras feitas nos pontos digitais terão frete grátis para o endereço escolhido ou para retirada em outra unidade. A unidade do Shopping Eldorado era exclusivamente composta por mix feminino, por isso a escolha por esse ponto, para ampliar o leque de opções do consumidor oferecendo todas as linhas.

C&A – Iguatemi

É a flagship da C&A. A loja chama atenção pelo design, além de possuir consultores de moda à disposição dos consumidores. O espaço ainda tem “lojas dentro da loja”: seção de lingerie, com bar anexo e uma pop up store da SPFW.

Crédito: Reprodução

Amaro – Pátio Higienópolis

A unidade tem câmeras de inteligência artificial que captam o perfil do consumidor, idade aproximada, reações e respostas a estímulos que são identificados via tecnologia de reconhecimento facial. Os provadores também receberam novas soluções. Uma tela de fundo tem a função de ambientar o consumidor enquanto ele prova suas peças. As imagens de fundo acompanham o tipo de roupa experimentada, como, por exemplo, um clima de praia para biquínis.

Crédito: Divulgação / Amaro

Os guide shops da Amaro tem a proposta de ser um espaço que incentiva o consumidor durante um tempo prolongado. A nova loja deve contar também com projeções no teto que vão participar ativamente da ambientação nas diferentes estações do ano.

Apple – Morumbi Shopping

A empresa de Steve Jobs levou à zona sul de São Paulo o consagrado design minimalista. Além dos produtos, a Apple organiza no espaço eventos como laboratórios musicais, aulas de técnicas de filmagem, cursos de introdução às ferramentas da Apple e técnicas artísticas.

Crédito: Reprodução / Morumbi Shopping

Livraria Cultura – Iguatemi

A loja de 2,8 mil m2 da varejista tem cursos livres, minicozinha para receber chefs e especialistas para performances gastronômicas e claro, espaço para leitura.

Crédito: Reprodução / Livraria Cultura

Cacau Show – Morumbi Shopping

O espaço de 450 metros quadrados tem como conceito reforçar a expertise da marca em relação à produção de chocolate e faz isso por meio de contextualizações espalhadas pelo local para contar a história e o processo de fabricação do cacau.

Ao entrar na loja inaugurada no ano passado, o consumidor vê ao seu lado direito uma parede forrada por formas de bombom utilizadas na produção desse tipo de chocolate, que têm agora outro destino que não o do descarte, como geralmente é feito pelas fábricas. Samambaias penduradas, ao lado dos guarda-chuvas, criam o universo da cabruca: as plantas representando as árvores da Mata Atlântica e os guarda-chuvas aludindo à sombra, que, segundo os produtores, é essencial para a fertilidade do cacaueiro.

Foto: Douglas Luccena