Google realiza sua primeira entrega com drone na Austrália

Wing, serviço de delivery do Google, fechou parceria com estabelecimentos locais e vai testar o serviço em 100 residências

Drone desenvolvido pela Wing, do Google / Crédito: Reprodução

Nesta terça-feira, 9, o Google deu início ao seu serviço de delivery via drones, o Wing, e realizou sua primeira entrega oficial no norte de Canberra, na Austrália. A empresa conseguiu autorização da autoridade de aviação do país para iniciar suas operações e deve funcionar a um conjunto limitado no início, com aproximadamente 100 residências e três subúrbios. Contudo, esses números devem se expandir rapidamente.

A empresa tenta dar início ao serviço desde 2014, mas somente agora conseguiu autorização. A Wing atua em parceria com pequenos negócios locais, como farmácias e cafés. Em anúncio no blog oficial, a companhia destaca que já vem aprimorando a logística de funcionamento nos últimos meses.

“A Wing está testando a entrega de drones na Austrália desde 2014. Nos últimos 18 meses, a empresa forneceu alimentos, pequenos utensílios domésticos e produtos químicos de consumo mais de 3 mil vezes para as residências australianas nas comunidades de Fernleigh Park, Royalla e Bonython”, diz um trecho da nota.

A autoridade de segurança civil da Austrália destacou que a operação atende aos níveis de segurança e atua dentro das normas para operadores de drones comerciais.

A empresa estima que esse é um mercado promissor. De acordo com números da companhia, esse tipo de entrega pode gerar entre US$ 21 milhões e US$ 28 milhões para os comércios da região. Outro dado interessante é que até 2030, os drones podem ser responsáveis por até 25% dos envios de mercadorias locais.