Depois de reclamações, Samsung adia lançamento do celular dobrável

Usuários relataram à Samsung defeitos no celular dobrável Galaxy Fold, que seria lançado nesta terça-feira, na China. Empresa investiga falhas

Foto: divulgação

Depois de problemas técnicos relatados pelos primeiros usuários que receberam a versão trial do Galaxy Fold, a Samsung adiou o lançamento do celular com tela dobrável para o mercado como um todo. O lançamento seria feito em Hong Kong e Xangai, na China, nos dias 22 e 23, respectivamente.

Também os eventos na Europa e nos Estados Unidos, programados para os dias 25 e 26 de abril, foram cancelados. A fabricante disse que o lançamento deverá acontecer ainda este mês, mas não apresentou a data exata.

As falhas no Galaxy Fold

O Galay Fold tem tela de 7,3 polegadas, quase o tamanho de uma tela de tablet. Mas esse tamanho pode ser reduzido quase à metade porque o celular é dobrável (principal novidade do aparelho), chegando a medir apenas 4,6 polegadas.

Na última sexta-feira (19), foram revelados casos de falhas no smartphone. Segundo o The New York Times, alguns críticos e jornalistas que receberam o celular em primeira mão relataram falhas, entre elas, telas que pifam. Na quinta-feira (18), a Samsung já havia anunciado que estava investigando problemas no seu novo aparelho.

Durante a investigação sobre os problemas, a fabricante aponta que alguns erros podem ter sido gerados pelo mau uso do aparelho. A tela do aparelho recebe uma camada superior para proteger a tela contra arranhões e a remoção dessa camada pode danificar a tela, algo que alguns usuários relataram ter feito, segundo comunicado da Samsung.

Note 7

Em 2016, a Samsung teve que descontinuar a linha Galaxy Note 7, um celular robusto que apresentou problemas graves de superaquecimento e explosões. Nos Estados Unidos, segundo o The New York Times, foram apresentados 26 relatos de queimadura e 55 de danos ao patrimônio.