Controladora do Pão de Açúcar enxuga operação física na França

O grupo francês Casino, que controla o GPA no Brasil, anunciou a venda de imóveis para enxugar operação física e tentar reverter os prejuízos de 2018

Crédito: Divulgação

O grupo varejista Casino, controlador no Brasil do Grupo Pão de Açúcar, anunciou a venda de 32 imóveis onde mantinha operações na França. Segundo o portal francês de notícias de mercado Boursorama, os ativos colocados à venda devem gerar receita de 470 milhões de euros para o grupo francês. Os imóveis têm um só comprador, o fundo Apollo Global Management.

A venda de imóveis de um dos maiores grupos de varejo alimentar do mundo tem como um dos principais motivos a transformação do varejo físico, com a concentração da operação em unidades centrais ou com a pulverização em pequenas unidades para reduzir custos com imóveis e logística. A venda de imóveis, segundo a rede, vai acontecer fora dos limites de Paris.

Além do dinheiro pela venda, o grupo fica também com participação no uso dos imóveis, podendo arrecadar até mais 110 milhões de euros nos próximos anos.

Hiper e supermercados

Os imóveis vendidos se referem a 12 hipermercados da bandeira Géant e 20 supermercados Monoprix e Casino.  O balanço da rede Casino apontou a explosão da dívida do grupo e resultados negativos ao longo de 2018, com perdas de 54 milhões de euros por conta da crise dos segmentos hiper e supermercadistas.

No Brasil, as operações do GPA, controlada pelo grupo francês, seguem também o caminho de atrofia dos hiper e supermercados. A diferença é que, no Brasil, o atacarejo tem apresentado crescimento sólido, acima dos dois dígitos nos últimos anos. Além do cash and carry, o varejo de alimentos aposta também nas bandeiras de proximidade para substituir os supermercados.

LEIA MAIS
O que o GPA fará com hiper e supermercados diante da avalanche do atacarejo
Em luta contra agrotóxicos, orgânicos crescem 20% ao ano
Supermercado pode virar caixa eletrônico das fintechs