Após críticas, Amazon aceitará pagamento em dinheiro em suas lojas sem caixa

Empresa foi acusada de elitismo e viu algumas cidades norte-americanas exigirem transações em dinheiro no comércio

A forte oposição ao modelo Amazon Go nos Estados Unidos fez a empresa se mexer. As lojas sem caixa da gigante do e-commerce vão permitir o pagamento em dinheiro, segundo a CNBC. O portal norte-americano foi informado sobre uma reunião em que o vice-presidente de lojas físicas da Amazon, Steve Kessel, disse que a Amazon Go aceitará “mecanismos adicionais de pagamento”.

LEIA MAIS
Cidade americana obrigará comércio a aceitar dinheiro
“A experiência do pagamento hoje é um diferencial competitivo para o varejo”
PinCash quer substituir o boleto por pagamento eletrônico no varejo brasileiro
PagBrasil cria meio de pagamento para atender população desbancarizada

A mudança deve acontecer em reposta a acusações de discriminação e elitismo nas lojas da rede, que só aceitam pagamentos via carteira virtual, usando crédito ou débito. Em um e-mail enviado à CNBC, a Amazon confirmou que os mecanismos adicionais de pagamento incluirão dinheiro, mas não forneceu um cronograma ou mais detalhes sobre a tecnologia.

Uma das possíveis soluções seria trabalhar com o Amazon Cash, que permite aos consumidores adicionar um saldo à sua conta na Amazon levando o dinheiro a um estabelecimento conveniado. A funcionalidade foi adicionada recentemente ao site da varejista nos Estados Unidos.

Modelo elitista? 

No mês passado, a Filadélfia se tornou a primeira grande cidade dos Estados Unidos a exigir que o comércio aceite pagamentos em dinheiro. O estado de Nova Jersey também aprovou uma lei que veta o uso exclusivo de débito e crédito nas lojas. As cidades de Nova York, São Francisco e Chicago discutem leis similares.

As lojas Amazon Go detectam automaticamente os produtos que os clientes pegaram e realizam a cobrança na saída. Os clientes precisam baixar um aplicativo para comprar na loja. São 10 lojas do modelo operando atualmente. A Bloomberg reportou que a Amazon poderá abrir mais 3.000 lojas Amazon Go nos Estados Unidos até 2021.