Zara abre e-commerce no Brasil como parte de estratégia global para ampliar mercado

Depois de relutar em entrar no mundo virtual, a Zara anunciou seu e-commerce para o Brasil como parte de uma estratégia global

Loja da Zara na China

A operação da Zara no Brasil enfim vai ter um espaço na internet. A marca espanhola lançou a sua loja virtual e vai poder receber pedidos dos seus clientes em seu próprio site de vendas. Essa será a 58ª loja da rede no Brasil, que tem operação própria em 17 estados.

O portal de vendas da varejista de moda no Brasil não é uma estratégia isolada, mas parte de uma estratégia global. O dono da marca do grupo Inditex, do magnata espanhol Pablo Isla, quer abrir uma loja on-line própria para a operação da marca em cada um dos 96 países onde o grupo atua.

LEIA MAIS
Marisa pode fechar 18 lojas de baixo desempenho em 2019
Riachuelo inaugura Espaço Online dentro de loja física
C&A promete troca de coleção 5 vezes mais rápida que o normal

O portal vai permitir ao consumidor escolher entre receber o produto em casa ou ir buscar na loja, a ideia é combater um dos principais custos do e-commerce, o frete. A marca espera que, com o online, deixe de ser só uma marca reconhecida por consumidores de maior poder aquisitivo para ganhar popularidade em outras camadas de consumidores.

A pecha de marca cara da Zara é uma característica quase exclusiva da operação brasileira. No mundo, ela é reconhecida pela qualidade estética das suas peças, pela rápida substituição de suas coleções e, principalmente, por oferecer produtos a preços acessíveis.

Vencida pelo cansaço  

A Zara relutou em entrar no mundo digital por medo de entrar na cansativo e invencível guerra de preços no on-line e achatar as margens de lucro da rede, além de impactar negativamente as vendas no varejo físico, mas não teve jeito. Depois de notar o avanço dos concorrentes tradicionais na internet e a expansão das nativas digitais, a marca espanhola teve que se render ao mundo digital.