Como Sandy & Junior quadruplicaram cartões emitidos pelas Pernambucanas

CEO da Pernambucanas, Sergio Borriello conta como anúncio no Instagram da volta de Sandy & Junior aumentou em quatro vezes emissões de cartões da varejista

A força combinada de uma das mais tradicionais empresas brasileiras, a Pernambucanas, com uma dupla de cantores de sucesso do País e de uma personalidade no Instagram fez a quantidade de cartões emitidos pela varejista saltar quatro vezes, saindo de uma média diária de 350 pra mais de 1.200.

No dia 15 de março, um influencer publicou no Instagram, sem conhecimento das Pernambucanas, segundo a própria varejista, um post sobre a sequência de shows que a dupla Sandy & Junior farão pelo Brasil com a seguinte descrição “não percam, fãs de Sandy & Junior, o cartão das Pernambucanas fica pronto em 10 minutos. Vá a uma Pernambucanas para você entrar na pré-venda”.

“As lojas começaram a me reportar um grande fluxo de gente querendo fazer o cartão para a pré-venda do show. A gente ficou feliz com a história, mas não achava que isso fosse ‘vingar’. Quando a pré-venda abriu, eles tinham uma fila enorme”, contou Sergio Borriello, CEO da Pernambucanas, ao portal NOVAREJO durante o 7º Fórum Lide do Varejo, sem dizer qual foi o influenciador responsável pelo boom.

A dupla anunciou retorno para turnê pelo Brasil chamada “Nossa história” depois de 12 anos separados, com shows entre julho e setembro, que causou um alvoroço nas redes sociais. Ao contar a história da proliferação de emissões de cartão relacionados ao show, Borriello mostrou um print do seu celular enviado por uma sobrinha que havia feito a pré-compra. Havia mais de 130 mil pessoas na frente.

Expectativa para aumento nas vendas

A Elo, bandeira dos cartões Pernambucanas, registrou 2 milhões de pessoas na fila de todos os shows. Os cartões emitidos pela varejista foram responsáveis por 40% do total de reservas para o show. “Ganhamos do Bradesco e do Banco do Brasil, que são grandes emissores”, conta o executivo.

Ainda sem os dados consolidados, a Pernambucanas não consegue mensurar também o quanto desses cartões foram usados em outras compras, mas o fato de ter impulsionado em quatro vezes a emissão de cartões representa um grande potencial de aumento do faturamento da empresa como um todo, em especial, do braço financeiro da empresa.

“A dependência do crédito no varejo têxtil, em especial, é muito grande. É muito importante para nós ter mais de 60% das vendas feitas pelo nosso cartão”, afirma Borriello. O executivo garante que a Pernambucanas consegue bater esse número mês a mês. Os próximos meses, portanto, podem surpreender no número de vendas feitas pelo cartão próprio.