Rede Dia investiga possível fraude contábil

Suspeitas se iniciaram após milionário russo dono de um fundo de investimento demonstrar interesse em assumir o controle do Grupo

Foto: Divulgação

Uma auditoria está revisando os resultados mundiais da rede espanhola de supermercados Dia, incluindo a operação brasileira. A investigação aponta para possíveis fraudes contábeis nos balanços dos últimos anos até 2017. A expectativa é que a auditoria seja concluída ainda neste semestre. As informações são do jornal Valor Econômico.

LEIA MAIS
Justiça proíbe Victor Hugo de usar a marca e bloqueia bens da empresa

A investigação começou depois que o milionário russo Mikhail Fridman, dono do fundo LetterOne, mostrou interesse em assumir o controle do grupo. Fridman já detém 29% das ações do Dia e estaria interessado em investir mais 800 milhões de euros no grupo para tirar a operação de Madri.

Crescimento suspeito

Os relatórios anuais da empresa no Brasil apontaram crescimento de vendas entre 11% e 18% entre 2014 e 2016, muito acima do desempenho do mercado como um todo. As vendas das mais de 1100 lojas da rede no Brasil no ano passado somaram 1,6 bilhão de euros. O desempenho de 2018 teve retração de 1,8% em moeda brasileira e as vendas caíram por quatro trimestres consecutivos.

Segundo o Valor Econômico, as investigações são tocadas por uma equipe de auditores forenses da EY e pela auditoria KPMG. Desde o início das apurações, executivos deixaram seus cargos na subsidiária brasileira. A empresa não relacionou diretamente a saída dos executivos com a possível fraude fiscal. Entre os que saíram está o então presidente da rede Dia no Brasil, Freddy Wu, que foi transferido para a operação na Argentina. A empresa está agora nas mãos de Marin Dokozic, o novo CEO.