Vendas on-line de Natal nos EUA crescem a 20%, acima da Black Friday

Varejo americano afasta temor disseminado nos últimos anos de que a Black Friday canibalize cada vez mais as vendas de Natal

Unsplash

O faturamento do varejo americano cresceu 5,1% entre 1º de novembro e 24 de dezembro de 2018, atingindo a marca de 850 bilhões de dólares. Durante o Natal, o comércio eletrônico cresceu substancialmente, 19,1%.

Os dados são da pesquisa Mastercard SpendingPulse, que abrange dados consolidados dos clientes Mastercard com estimativas de mercados que englobam outras formas de pagamento, como dinheiro e cheque.

O desempenho do Natal, em especial no ambiente on-line, coloca sobre suspeita a informação de que o crescimento das vendas na Black Friday e na Cyber Monday canibalizam as vendas de Natal.

Dados da Adobe Analytics, que abrange transações de 80 dos 100 principais varejistas on-line dos EUA, apontam que, até o dia 19 de dezembro, o varejo eletrônico americano cresceu 17,8%, com um total de faturamento de 110,6 bilhões de dólares. Apesar do crescimento, o varejo on-line ainda corresponde a cerca de um oitavo das vendas totais do varejo no fim de ano nos EUA.

Novembro

Segundo o portal eMarketer, os dados apontados pela Adobe mostram que o período de vendas de final de ano pré-Natal teve desempenho bem acima do que foi estimado pelas pesquisas anteriores, inclusive as prévias da própria Adobe.

Antes do início de novembro, a Adobe previu um crescimento nas vendas on-line de 16,5% com um faturamento de 3,3 bilhões de dólares no Dia de Ação de Graças. Crescimento também para a Black Friday, de 17,2% (5,9 bilhões de dólares) e 17,6% na Cyber Monday (7,8 bilhões de dólares).

Os totais consolidados foram maiores que as estimativas em todos os casos, com destaque para o Dia de Ação de Graças, que bateu 3,7 bilhões de dólares. A Black Friday chegou a 6,2 bilhões a Cyber Monday a 7,9 bilhões. Todo o período da Cyber ​​Five (que compreende as vendas do último fim de semana de novembro) saltou 23,3%, atingindo faturamento de 24,2 bilhões, quase 1 bilhão acima da previsão inicial.