Vendas de Natal no e-commerce devem crescer 12%

Estimativa da ABComm aponta que, mesmo com a perda de vendas para a Black Friday, Natal terá crescimento expressivo em relação a 2017

Crédito: Unsplash

O Natal deste ano deve movimentar no comércio eletrônico R$ 9,4 bilhões, segundo estimativa da Associação Brasil de Comércio Eletrônico (ABComm), entidade que representa lojas virtuais no País. Os números representam um crescimento de 12% no varejo on-line em relação à mesma data do ano passado.

Espera-se que, até o dia 22 de dezembro, cerca de 31 milhões de pedidos sejam realizados. O tíquete médio das compras deve somar R$ 296. Os itens mais procurados, segundo a associação, devem ser produtos de informática, eletrônicos e celulares, em primeiro plano. Na sequência, itens de moda, além de produtos de casa e decoração.

Concorrência da Black Friday

Parte das vendas do período de Natal já foi realizada. Estima-se que 30% do que foi comprado na Black Friday deste ano (especificamente entre os dias 22 e 23 de novembro) foram antecipações das compras de Natal. “Estimamos que cerca de R$ 876 milhões em vendas foram sobrepostas já na Black Friday”, afirma Mauricio Salvador, presidente da ABComm.

O presidente da associação avalia como bom o desempenho do varejo eletrônico no segundo semestre deste ano, sobretudo no período da Black Friday. O que tem, segundo Salvador, animado os lojistas virtuais para as vendas de Natal. “Percebemos uma retomada na confiança do consumidor no ambiente econômico do País, que se reflete no varejo”, conclui.