GPA anuncia a compra da startup James Delivery

Segundo o presidente do grupo, Peter Estermann, meta é transformar a plataforma no maior SuperApp da América Latina em três anos

Crédito: Divulgação

O grupo GPA acaba de anunciar a compra do James Delivery, startup brasileira que oferece uma plataforma de multisserviços de encomenda e entrega de produtos diversos, entre eles itens de restaurantes, supermercados e drogarias.

A aquisição, que não teve valores divulgados, cria dentro do grupo uma nova unidade de negócio, totalmente alinhada à estratégia omnichanel da empresa, que já oferece opções de entrega no mesmo dia, em até quatro horas, ou no dia seguinte. O cliente também pode fazer a compra pelo site e retirar os produtos em uma loja física.

“Trazer um parceiro como o James nos faz ganhar alguns anos na implementação da nossa estratégia multicanal”, disse Peter Estermann, CEO da companhia. O objetivo, segundo ele, é um só: tornar a startup em um negócio centenas de vezes maior em três anos.

“O papel de um SuperApp é revolucionar o jeito como atendemos nosso cliente e entregar uma experiência diferenciada”, afirmou o executivo. A negociação, diz Peter, levou apenas dois meses. “Estamos felizes com a nossa velocidade na tomada de decisão”, comemorou.

A partir de hoje, os produtos das bandeiras Pão de Açúcar e Extra em Curitiba, no Paraná, começam a ser oferecidos na plataforma. A medida deve se estender às demais cidades onde o GPA atua dentro de um ano. Sobre a recente parceria com a Rappi, Estermann reconhece que ela tende a diminuir. E disse mais. “A gente vai ser melhor do que a Rappi. Temos tudo para ser”, garantiu o CEO.

Com a aquisição do James, o GPA também passa a ter acesso à parte mais valiosa da negociação: os dados de milhares de clientes dos mais de mais de 500 estabelecimentos parceiros da plataforma. “A riqueza está nos dados. Para nós, o mais importante é o conhecimento de clientes de fora da nossa base, assim como suas preferências de compra”, explicou Estermann.

 

Delivery de qualquer coisa
Fundada em 2016 pelos sócios Eduardo Petrelli, Ivo Roveda, Lucas Ceschin e Juliano Hauer depois de uma temporada na universidade americana de Berkeley, o James surgiu quando os amigos preparavam o jantar e faltou um ingrediente.

Foi quando pensaram no quão prático seria se pudessem pedir a alguém que fosse comprar o produto e levar até eles. Assim nasceu o James, plataforma, que conecta clientes a mais de 500 estabelecimentos e a uma base de 700 entregadores ativos. Hoje, o SuperApp possibilita a entrega de qualquer tipo de produto. É o famoso “delivery de tudo”.

Por ora, o James, que atua de forma independente e seguirá sendo comandado por seus fundadores, pode fechar parceria com qualquer tipo de estabelecimento. Resta saber se os concorrentes do GPA vão que querer entregar o ouro.