Carrefour quer 4 lojas do tipo “Amazon Go” até o fim do ano

O Carrefour corre contra o tempo para implementar a tecnologia de Scan and Go em quatro de suas lojas aqui no Brasil até o fim de dezembro

O Carrefour anunciou que deve instalar tecnologias de Scan and Go em quatro de suas lojas ainda neste ano. A ideia do grupo varejista é começar a viabilizar pagamentos via QR Code lidos pelo aplicativo da marca, dispensando assim a necessidade de caixas. O pagamento é feito diretamente pelo aplicativo, em tecnologia semelhante à da Amazon Go.

Questionado sobre a capacidade de reduzir custos com as novas tecnologias em suas operações físicas, o Carrefour afirma que a iniciativa não tem essa intenção, mas o objetivo é melhorar a experiência na loja. “(Essa tecnologia) vem para dar conveniência e não serve para supermercados, apenas para pequenos tíquetes, de cinco a seis produtos por compra. É importante para ganhar tração”, afirma Noël Prioux, CEO do Carrefour Brasil.

O grupo não relevou quais lojas vão receber a tecnologia.

Lojas de proximidade

A expectativa é que as versões automatizadas sejam implementadas em lojas de proximidade, que tiveram um crescimento modesto ao longo de 2018. A ideia foi priorizar as operações nas quais o Carrefour tem maior participação, como no atacarejo, onde o Atacadão tem mais de 30% de marketshare.

O Carrefour deve repetir o investimento de R$ 1,8 bilhão feito em 2018 no ano que vem. Boa parte disso continuará financiando o aumento no número de lojas do Atacadão, que deve ganhar mais 20 unidades em 2019. Metade dos novos atacarejos serão inaugurados em centros onde o Carrefour já atua. A outra metade será em regiões ainda pouco ou nada exploradas pelo grupo.

O desempenho das lojas de proximidade como Express e Market está sendo avaliado pelo grupo e a expansão mais acentuada das bandeiras devem acontecer no segundo semestre do ano que vem, “depois de confirmarmos o impacto”, afirma o CEO.

Prioux aponta que o conceito de proximidade está sendo tracionado no estado de São Paulo para ver qual a percepção dos clientes. “Sabemos que o poder aquisitivo não é o mesmo (em outros estados), mas queremos ver o potencial para os demais, baixar os preços e acelerar” avalia.

Segundo o executivo, o Express é um modelo que no mundo todo funciona bem, “mas tem que saber fazer. É um modelo muito mais difícil que os outros”.

Programa de fidelidade

Perto de 70% das vendas do Carrefour já são identificadas por meio do programa Meu Carrefour, que atingiu a marca de 12, 7 milhões de inscritos em 1 ano e meio de operação.

Segundo dados do grupo, a frequência de compras aumenta em 47% com o programa de fidelidade e os gastos são 73% superiores.