Millenials devem trocar as lojas pelos smartphones para as compras de Natal

Entre os jovens de 23 a 36 anos, 50% preferem o comércio mobile para realizar as compra de fim de ano, aponta levantamento da PwC

Crédito: Shutterstock

Os millenials, geração com idade entre 23 e 36 anos, devem trocar os corredores dos shoppings centers e as ruas comerciais pelos smartphones durante as compras de fim de ano. Essa previsão tem como referência estudo realizado pela PwC, que aponta uma tendência de compras por celulares duas vezes maior nessa faixa etária quando comparada com as demais gerações.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

O 2018 Holiday Outlook revela os hábitos de compras de diferentes gerações a partir de uma amostra nos Estados Unidos, país reconhecido por lançar as tendências globais de consumo. Alvos preferenciais do mercado, os millenials são a geração que representa a maior parte da força de trabalho nos Estados Unidos, assim como no Brasil. Eles representam 35% da população dos EUA e, quando entramos no território brasileiro, esse percentual é de 30%.

A sondagem perguntou sobre a expectativa de 2.071 consumidores para as compras durante a Black Friday, a Ação de Graças e o Natal.  Em busca de uma experiência sem estresse, 24% dos consumidores, entre todas as faixas pesquisadas, afirmaram que irão realizar compras pelo smartphone. A preferência pelo comércio mobile cresce para 50% no caso dos millenials. Entre os compradores da Geração Z, entre 17 e 22 anos, 50% devem efetuar as compras online pelo smartphone. A outra metade está dividida entre dispositivos como tablets e computadores pessoais.

No Brasil, o uso constante de smartphones para compras já é uma realidade. O percentual de brasileiros que compra via smartphone ao menos uma vez por mês mais do que duplicou nos últimos cinco anos, passando de 15% para 41%. A previsão é de que a modalidade supere em breve as compras por meio de computadores, que já registraram queda de 69% para 58% no mesmo período. Os dados são da pesquisa global Consumer Insights 2018, que ouviu 22 mil pessoas em 27 países, sendo mil no Brasil.

Compras em fotos de redes sociais

O estudo também mostra que o consumo durante as festas de fim de ano será impulsionado pelas compras a partir de fotos nas redes sociais. Compradores da Geração Z consideram cada vez mais os chamados influenciadores da marca para orientar as decisões de compra. De acordo com a PwC, 55% dos clientes nessa faixa etária disseram que levam em conta as postagens realizadas por influenciadores. Esse percentual é de 41% entre os consumidores em geral.

Leia também: Apenas 6% das vendas de smartphones não são influenciadas pelo online