Maioria dos consumidores comprará presente do Dia das Crianças em lojas físicas, aponta a Boa Vista SCPC

Ainda de acordo com a Boa Vista, 39% afirmaram que decidirão a compra em função do preço

Crédito: Shutterstock

Pesquisa da Boa Vista SCPC, realizada entre agosto e setembro, em todo o país, para identificar os hábitos de consumo e pretensão de compra para a data apontou que 79% dos consumidores concentrarão as compras para o Dia das Crianças em lojas físicas e 21% farão pela Internet.

Dos que farão as compras em lojas físicas, 47% realizarão em lojas de rua ou de bairro, eram 38% em 2017. 30% comprarão em shoppings (eram 41% em 2017). Já em redes varejistas e lojas de departamento serão 22% contra 19% no ano passado. Hipermercados e supermercados representam 1% dos locais de compra do presente em 2018.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Ainda de acordo com a Boa Vista, 39% afirmaram que decidirão a compra em função do preço. Levar em conta o desejo de quem irá ganhar o presente aparece em 2º lugar, com 37% das menções. 21% priorizarão a necessidade e 3% a qualidade/marca. 50% dos entrevistados presentearão os filhos neste Dia das Crianças. Os outros 50% presentearão sobrinhos, afilhados, netos e outras crianças.

68% dos consumidores irão comprar o presente e pagar à vista, mesmo percentual de 2017. O dinheiro será o principal meio de pagamento usado por estes consumidores (43% das menções). 32% irão parcelar. Destes, 90% utilizarão o cartão de crédito, 9% o boleto/carnê e 1% cada o cartão de débito programado e o cheque pré-datado.

Entre os 32% que pretendem parcelar as compras dos presentes neste Dia das Crianças, 60% farão em até três vezes e 29% de quatro a seis parcelas. 8% de sete a 12 parcelas e 3% irão pagar em mais de 12.

Metodologia
A pesquisa online sobre os hábitos de consumo para o Dia das Crianças, realizada pela Boa Vista SCPC, entrevistou pouco mais de 1.800 consumidores, em nível nacional, entre 23 de agosto e 20 de setembro, para identificar a pretensão de compra para o Dia das Crianças. Para leitura dos resultados, considera-se margem de erro de 3p.p e 95% de grau de confiança.

CNC
De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o setor varejista deverá movimentar R$ 7,4 bilhões no Dia da Criança.

Gabrielle Ferreira Fernandes, sócia-diretora da HAI Consultoria & Varejo, destaca que o aumento nas vendas é motivado pela liberação recente da primeira parcela do 13º terceiro, que injetou R$ 21 bilhões na economia. Isso contribui significativamente para o aquecimento do comércio.

Para aproveitar a boa maré, a especialista sugere que os lojistas preparem promoções especiais para atrair o interesse dos pais. “É preciso lembrar que esse público tem interesses específicos e orçamento apertado. A antecipação de metade do 13º representa um estímulo, mas não significa gastos desenfreados”, pondera Gabrielle.