Kiabi inicia operação no Brasil

Varejista francesa conhecida pela oferta de peças a preços acessíveis chega para concorrer com as tradicionais redes fast-fashion como C&A, Marisa, Renner e Riachuelo

A varejista Kiabi anunciou a abertura de sua primeira loja no Brasil. Com a proposta de ofertas de peças a preços acessíveis, a marca deve concorrer principalmente com a C&A, Marisa, Renner e Riachuelo. A rede faz parte do Grupo Mulliez, que também é dono da Decatlhon, da Leroy Merlin, da Zôdio e da Obramax, todas já presentes no Brasil, e ainda da rede francesa de supermercados Auchan.

A unidade brasileira soma-se às 500 lojas físicas da Kiabi (lê-se KiaBÍ) espalhadas por 15 países. A marca também é conhecida por seu forte e-commerce, que atende a 20 países europeus. A França é o país que concentra o maior número de lojas, são 341, seguida por Espanha (54), Itália (32) e Rússia (22). De acordo com a Kiabi, são vendidas 275 milhões de peças por ano.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

No Brasil, a 1ª loja se instala no Shopping Ibirapuera, em São Paulo, com 1.500 m2. Uma segunda unidade já está prevista para abrir em outubro, ainda sem divulgação de local, mas também na capital paulista. O planejamento estratégico da varejista prevê mais 40 lojas no país em até cinco anos. A rede francesa diz que cada unidade emprega, em média, 30 kiabers, como são chamados os colaboradores da empresa.

A Kiabi garante que estão comprometidos com a sustentabilidade e diz ter política de ‘tolerância zero’ em seu código de conduta ética com seus fornecedores. “Supervisionamos e garantimos que a qualidade do produto siga as normas de qualidade Kiabi, sendo livres de produtos que cause algum tipo de risco à saúde, com uma atenção ainda mais detalhada as roupas de bebê que são grande foco em nossa linha de produto desde 2007”, afirma o comunicado da empresa.