Apple se torna a primeira empresa a valer US$ 1 trilhão

Com crescimento de apenas 1% nas vendas, gigante americana supera a barreira do trilhão. Ao mesmo tempo, Apple vê chinesa vender mais

O valor de todas as ações da Apple na bolsa de valores de Nova York atingiu a marca de US$ 1 trilhão hoje. Esta é a primeira vez que uma empresa supera os 12 zeros em Wall Street. O feito foi registrado por volta das 13hrs, quando os papéis da empresa eram negociados a US$ 206,965. As ações da Apple atingiram um pico de US$ 207,05.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Os números da gigante americana dispararam após o anúncio de alta de 32% no lucro do seu trimestre fiscal, que se encerrou em junho. Um dia após a divulgação do balanço, as ações da empresa subiram 5,89%. O crescimento da Apple impulsionou alta de 0,74% no índice de tecnologia Nasdaq.

Os bons resultados da companhia do CEO Tim Cook também foram impulsionados pelas vendas do iPhone. O número de vendas não cresceu expressivamente – apenas 1% -, mas a alta dos preços puxou a receita anual para cima. As 41,3 milhões de unidades vendidas renderam US$ 29,9 bilhões a Apple, um crescimento de 20%.

Ameaça chinesa

Apesar de comemorar o rompimento da barreira do trilhão, a fabricante do iPhone foi ultrapassada por uma chinesa. A Huawei ficou em segundo lugar nas vendas mundiais de smartphones no segundo trimestre de 2018. Com isso, a Apple caiu para o terceiro lugar do ranking de unidades de smartphones vendidos.

No trimestre que vai de abril a junho, a Huawei impulsionou as vendas de celulares em 41%. Enquanto isso, o crescimento da Apple foi de apenas 1%. A americana vendeu 41,3 milhões de smartphones. Já a chinesa conseguiu vender 54,2 milhões para se posicionar atrás da Samsung, que vendeu 71,6 milhões de celulares, como a segunda maior fabricantes do mundo.