6 startups do varejo com potencial de ser o próximo unicórnio

Em mais uma fase, a Corrida de Unicórnios elegeu as seis startups que inovam no varejo e que passaram para a semifinal da competição, que ocorre no BR Week 2018!

Na última semana, o Grupo Padrão, que detém as plataformas de conteúdo NOVAREJO e Consumidor Moderno, realizou a primeira etapa do Pilar de Varejo da Corrida de Unicórnios.

A partir do pitch de 12 startups inovadoras que resolvem algum gap do varejo, o desafio selecionou as seis melhores soluções que se apresentaram para uma banca técnica formada por diversos executivos, como Bruno Maletta, sócio da Consumoteca; Vitor Magnani, Public Policy do iFood; Adriana Bessa, sócia do Lojão do Brás; André Almeida, VP da Vertical de Comercial para América Latina da Unisys; Thiago Moriyuki Higa, analista sênior do BotiLabs, do Grupo Boticário; Eduardo Sperling, gerente de Negócios do Inseed; e Jacques Meir, do Grupo Padrão.

As 12 empresas passaram pelo filtro de avaliação e pela metodologia criada por Felipe Matos, especialista no ecossistema de startups. Dessa metodologia, seis startups passaram para a semifinal, que acontecerá no BR Week 2018, o maior congresso de varejo do País.

Para as startups que atuam nos Pilares Customer Experience e Inovação, as inscrições ainda estão abertas no site corridadeunicornios.com.br

Conheça as startups que passaram para a próxima fase!

1. Checklist Fácil

“Todo mundo tem checklists em seus processos”, disse Mauricio Fragoso, CEO da Checklist Fácil em sua apresentação. “Todo mundo usa Excel para esse processo de checklist, mas não há acompanhamento das não-conformidades”, disse. É em cima dessa dor que a startup atua. As equipes aplicam as checklists e o gestor toma a decisão de como agir através de relatórios. A startup está presente em mais de 80 mil lojas em 15 países e já é líder na América Latina. A startup permite a aplicação de checklists através de tablets ou smartphones (sem necessidade de internet), eliminando o uso de planilhas e papéis e gera relatórios on-line.

2. Flowsense

A startup atua com marketing individualizado. “Nossa ideia é fazer a oferta certa, para o cliente certo, na hora certa”, afirma André Bain, CEO da startup. Com a plataforma, as empresas conseguem aferir os resultados das campanhas, e ampliar a fidelização para ter acesso a nível de individualização da conversa com os clientes. “A ideia é ajudar as empresas a conseguir se posicionar no mundo físico de forma mais eficiente e canalizar clientes para ofertas mais atraentes”, diz. O primeiro mercado é de automação de mobile marketing. Analisamos mais de 5 milhões de clientes e ano passado a gente cresceu mais de dez vezes.

Inscreva-se na Corrida de Unicórnios e mostre que sua startup pode decolar 

3. LooqBox

Solução de Business Intelligence, a LooqBox quer ajudar grandes empresas a saber qualquer informação da companhia como se fizesse uma busca no Google. “Toda empresa começa simples, mas no varejo a gente tem venda, quebra, ruptura e quando isso cresce, eu preciso de uma visão comercial e de produto e quanto maior a empresa mais difícil é encontrar essa informação”, conta  Daniel Murta, CEO da startup.

4. NOC

O empreendedor Everson Klein apresentou à banca a NOC, uma agência de publicidade on-line, que conecta pequenos varejistas a criativos da internet para que eles gerem conteúdo e publicidade on-line. A startup ajuda pequenos empreendedores, com budget reduzido, a criar campanhas de marketing digital. “Criamos uma solução SAAS que conecta varejistas e criativos para criar e vincular posts em redes sociais a partir de experiências que acontecem nesses estabelecimentos”. Nesse esquema, o varejista e os criativos saem ganhando.

5. Onyo

Agilizar o atendimento dos restaurantes em praças de alimentação em shopping centers é o ponto de atuação da Onyo. O aplicativo permite que o consumidor faça os pedidos antes mesmo de chegar aos restaurantes, explicou Alexandre Dinkelmann, CEO da companhia. Com o app, o consumidor também tem acesso a promoções específicas e ofertas exclusivas. E quando a refeição estiver pronta, ele é notificado. A startup cresceu entre 30% e 40% ao mês em GMV e representa, para muitas marcas, entre 10% e 15% do movimento do dia.

6. Supermercado Now

A startup oferece uma solução de delivery de compras de supermercados em até duas horas. A plataforma permite que o cliente faça as compras pela internet. “Este mercado é gigante, com potencial de ultrapassar a barreira dos R$ 40 bilhões nos próximos anos. Os consumidores não querem mais perder tempo nos supermercados e ganhar tempo com outras coisas”, disse Marco Zolet, CEO da startup. O modelo de negócio remunera os entregadores e faz o modelo de negócio girar em economia compartilhada.

Inscreva-se na Corrida de Unicórnios e mostre que sua startup pode decolar