Pedidos de falência têm queda brusca no 1º tri de 2018

Levantamento feito pela Serasa Experian demonstra que os pedidos de falência têm sido menos frequentes no meio empresarial brasileiro

cred: Shutterstock

Os pedidos de falência diminuíram consideravelmente no primeiro trimestre de 2018. De acordo com Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações, foram realizados 296 solicitações em todo o país, queda de 24,9% em relação aos 394 requerimentos efetuados no mesmo período em 2017. Do total de pedidos de falência efetuados nos três primeiros meses deste ano, a maior é de micro e pequenas empresas.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o recuo nos pedidos de falências durante o primeiro trimestre reflete a melhor condição de solvência das empresas tendo em vista a atual trajetória de crescimento econômico combinada com a gradativa diminuição das taxas de juros.

Leia também:
Confiança do comerciante em SP atinge maior nível em 4 anos

Recuperações Judiciais

Os pedidos de recuperações judiciais, processo em que as empresas buscam se reerguer financeiramente, cresceram no primeiro trimestre. De janeiro a março de 2018, foram 385 requerimentos. O aumento foi de 19,6% em relação aos três meses iniciais de 2017, quando houve 322 ocorrências.

Nos três primeiros meses de 2018, as micro e pequenas empresas novamente lideram os pedidos, com 237 requerimentos, seguidas pelas médias (91) e pelas grandes empresas (57).