Caso Facebook e fraudes de dados estão mudando rotina de compra

Pesquisa aponta que depois de casos como o do Facebook, consumidores estão mudando a forma de comprar por medo de terem seus dados vendidos ou fraudados

Crédito: Shutterstock

Depois dos casos de vazamento de dados, que atingiram quase 90 milhões de pessoas só no Facebook, os consumidores se mostraram mais preocupados no que diz respeito a ter seus dados de cartão de crédito, por exemplo, acessados por terceiros.

Um estudo recente conduzido pela The Harris Poll aponta que 81% dos consumidores americanos estão preocupados com a maneira como as empresas protegerão suas informações pessoais. Segundo o portal eMarketer, que divulgou a pesquisa, a ameaça de alguém obter as informações de cartão de crédito “está na mente de muitos consumidores”.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

Quase 45% dos consumidores disseram que para evitar problemas desse tipo passaram a usar dinheiro e cheques com mas frequência. Outros 5% disseram apelar para as moedas alternativas, como as moedas criptografadas. Há ainda um terceiro grupo que opta por fazer compras em lojas de bairro em detrimento das lojas de departamentos.

Alguns dos que mudaram seus hábitos de consumo disseram se inscrever para detecção adicional de fraudes para se protegerem dos ataques cibernéticos. Mais da metade dos entrevistados disseram que estava monitorando mais de perto suas contas e seus cartões de crédito e débito.

Boicote a empresas

A empresa de segurança RSA também analisou a mudança de hábitos dos consumidores americanos depois da proliferação de fraudes e vazamento de dados. Dos 7.579 usuários de internet pesquisados nos EUA e na Europa Ocidental, quase 80% alegou tentar limitar a quantidade de informações pessoais que compartilham com as empresas. Cerca de 70% disseram ter vontade de boicotar ou já boicotaram empresas que não demonstram preocupação em proteger os dados pessoais dos clientes.

Leia também: 

E-commerce sofre uma tentativa de fraude a cada 5 segundos