Atividade do comércio cresce 7,3% no 1° Tri de 2018

Comércio se recupera de duas quedas consecutivas na comparação anual e registra melhor resultado em cinco anos. Saiba mais

Crédito: Shutterstock

Depois de dois anos de queda no primeiro trimestre, o varejo voltou a crescer nos primeiros meses de 2018. A atividade do comércio variou 7,3% no período. Os dados são do Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio.

É o melhor desempenho do varejo no primeiro trimestre dos últimos cinco anos. Em 2016 e 2017 houve queda de 8,5% e 2,9%, respectivamente. Em 2014, a atividade varejista cresceu 3,3%. Já em 2015, o aumento foi de 0,6%.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

Em nota, o Serasa avaliou o crescimento do varejo. “O avanço da massa real de rendimentos e o impulso proporcionado pela expansão do crédito, face à sequência de redução das taxas de juros e da melhoria dos níveis de confiança do consumidor, impactaram favoravelmente a atividade varejista durante o primeiro trimestre do ano”, afirmaram os economistas da instituição.

Em março, o movimento foi 8,8% maior na comparação com o mesmo mês do ano passado. Já a comparação mensal mostra um aumento de 0,6% em todo o País – para chegar ao dado, a Serasa Experian desconta as influências sazonais (fevereiro teve 18 dias úteis, enquanto março teve 21).

Por segmento

O crescimento do varejo foi impulsionado pelo segmento de móveis, eletrodomésticos e informática, que teve alta de 17,2% na comparação anual. As vendas de veículos, motos e peças também tiveram bom resultado, com crescimento de 7%. Os hipermercados, supermercados, alimentos e bebidas cresceram 0,5%.

O segmento de combustíveis e lubrificantes apresentou a maior queda no período – 10,1%. O ramo de materiais de construção sofreu retração de 6,5%. O comércio de tecidos, vestuário, calçados e acessórios teve variação negativa de 0,7%.

O indicador é composto pelo volume de consultas mensais realizados por estabelecimentos comerciais à base da Serasa Experian. A amostra abrange cerca de 6 mil empresas e o indicador, que começou a ser medido em janeiro de 2000, é segmentado em seis ramos da atividade comercial.