iFood terá sua própria maquininha de cartão

Movile, dona do iFood, comprou parte da Zoop, de meios de pagamento, e promete reduzir custos de operação para restaurantes. Aplicativo terá uma maquininha de cartão própria

crédito: Shutterstock

A brasileira Movile, dona do aplicativo iFood, fez um aporte de 18,3 milhões de dólares na Zoop, plataforma de meios de pagamentos que atua no mundo inteiro. A ideia da Movile é criar o próprio serviço de pagamento on-line, cartão de crédito e débito para suas empresas e aplicativos.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

A ideia da empresa brasileira é ambiciosa, oferecer, no futuro, uma conta corrente do grupo para cada usuário do iFood e restaurantes da rede. As afirmações são do executivo, Eduardo Henrique, em entrevista à Reuters.

O plano compreende também a integração dos demais serviços da empresa, como o de fornecimento de ingressos para show, o Sympla, o delivery de produtos alimentares, Mercadoni, o aplicativo de vídeos para crianças, o PlayKids, e demais soluções.

Integração do app à maquininha

Henrique afirmou que algumas das empresas já estão em processo de integração com os serviços da Zoop, mas que o mais avançado é mesmo o iFood, que há havia começado um processo de integração com a plataforma de pagamentos há um mês, por meio de um projeto piloto.

Com aquisição de parte da Zoop, a Movile espera, além de lançar um terminal POS próprio do iFood, abater custos de operação e oferecer novos planos de pagamento para seus restaurantes parceiros. O iFood anuncia que a medida deve gerar um crescimento de 50% no GMV nos três primeiros meses.

Leia também:

Como o mundo está pagando pelas compras e como vai pagar