Móveis e eletrônicos sustentam retomada no comércio

O setor de móveis e eletrônicos foi o principal responsável pela retomada no comércio no mês de outubro, seguido pelo setor de alimentos

Crédito: Shutterstock

As vendas cresceram 6,5% em outubro em relação ao mesmo mês do ano passado e concretizam uma retomada no comércio, ainda que incipiente. O principal destaque é para o setor de móveis e eletrônicos, que registrou aumento de 6,2% nas vendas. Os números são do Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, divulgado em novembro.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

As vendas de alimentos, bebidas e demais itens de supermercado também foram positivas nesse recorte e somaram alta de 1,4%. Por outro lado, setores importantes como de combustíveis, veículos, vestuários e calçados sofreram quedas acentuadas. O setor de materiais de construção teve um começo de ano promissor, mas arrefeceu e tem um dos piores desempenhos,prejudicando a retomada no comércio como um todo.

No acumulado do ano, de janeiro a outubro, o comércio registrou alta de 0,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Apesar da recuperação ainda muito lenta, o setor apresenta uma reversão da tendência de queda depois dos números negativos em julho e agosto.

Setores em queda

Alguns setores estão sofrendo mais para retomar o crescimento e acabam puxando o desempenho do comércio para baixo. O pior desempenho tem sido das empresas de materiais de construção, que encolheram 13,6% em outubro de 2017 em relação a outubro de 2016. Combustíveis e lubrificantes retraiu 9,7%. Tecidos, vestuários, calçados e acessórios, 9,1%.