O que irrita mais os consumidores quando compram no e-commerce?

Os brasileiros adoram fazer compras online – e manter esse bom relacionamento exige alguns cuidados das empresas. Veja os principais incômodos dos usuários

cred: Pixabay

Os números comprovam: os brasileiros adoram fazer compras on-line. Segundo números da Ebit, as duas datas comemorativas mais recentes, Dia dos Namorados e Dia dos Pais, apresentaram crescimento de 7,2% e 5,1% no número de pedidos, respectivamente. Seja pela praticidade ou pela grande oferta de produtos, o e-commerce realmente já entrou na rotina dos consumidores.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

É um fato, porém, que apenas chamar a atenção dos usuários não basta. Algumas situações irritam muito os consumidores – e podem gerar a desistência da compra. A Yaman Tecnologia, consultoria especializada em qualidade, analisou dados de diversos clientes e encontrar algumas das principais situações que mais incomodam os usuários. Confira:

1- Indisponibilidade do site

Imagine que você está empolgado para finalizar uma compra com desconto e, de repente, o site fica fora do ar. A situação não é rara e é bastante desagradável. “Esse tipo de erro é muito comum em compras de ingressos para shows internacionais, mas também acontece em menor escala ao realizar promoções ou ações que gerem muitas visitas, por exemplo”, explica Luis Fernando Cerri, fundador da Yaman.

Isso acontece quando a capacidade do servidor do e-commerce não consegue atender o volume de interessados simultâneos. Planejamento e testes estruturais que simulam um alto tráfego, além de medidas de gestão eficiente, são fundamentais para dimensionar a infraestrutura e evitar falhas.

2- Lentidão

Nenhuma novidade, mas muitos sites ainda não se atentaram para esse aspecto crucial da navegação online. Código mal escrito e estrutura mal configurada são dois dos fatores que mais contribuem para a lentidão de uma página. “Estimamos que 40% das pessoas abandonam o site quando o tempo de resposta é maior que três segundos. É um pequeno detalhe que pode fazer toda a diferença”, comenta Cerri.

3- Erros de processamento

Ao escolher um produto e ser direcionado para a página de finalização da compra, é desagradável dar de cara com um preço ou especificações diferentes. Isso geralmente ocorre quando o sistema não foi adequadamente testado. O problema, portanto, pode ser corrigido com a inserção de um processo de testes e qualidade.

4- Falhas de segurança

Mesmo com o ambiente online em plena expansão, ainda vimos algumas notícias sobre vazamento de dados pessoais e fraudes com dados dos consumidores. É muito complicado para a imagem da marca quando esse tipo de situação acontece. O relacionamento com o consumidor fica fragilizado. “Esse tipo de golpe pode ser evitado com validações automatizadas das aplicações para identificar toda e qualquer vulnerabilidade ali presente”, pontua o especialista.

“Em plena Era da Transformação Digital, a sua plataforma virtual é a vitrine da empresa para o mundo. Quando ela possui bugs, está lenta ou indisponível, é a marca que está exposta. Em tempos de redes sociais, o impacto que isto pode causar na sua imagem é imensurável”, finaliza.