Por amor, empreendedora cria marca de bolsas veganas

Para Kaline Demarchi, criadora do e-commerce La Loba, é possível estar na moda utilizando materiais alternativos sem nenhum sacrifício animal

Divulgação - coleção Majesty, da La Loba

Existe um ponto bastante sensível que perpassa a vida da maioria dos empreendedores: seus sonhos. A empreendedora Kaline Demarchi é um exemplo desse tipo de incidência. A partir de um sonho, criou uma marca de bolsas veganas La Loba de produção exclusiva e com coleções inspiradas em temas diferenciados e profundos.

 

O e-commerce da marca ganhou vida em 2013 e, segundo a criadora, já experimentou um crescimento de 600% desde então. “Inserir uma marca de bolsas veganas no mercado exigiu muito trabalho, dedicação e acima de tudo, alma. Ainda nos deparamos com desafios constantes, pois não há um ‘mapa’ a indicar o melhor caminho. Temos apenas o coração, e é por ele que nos guiamos”, conta Demarchi.

 

Para colocar o sonho em prática, a empreendedora, que tem formação em Artes Cênicas, passou a se dedicar a estudos e pesquisas sobre o assunto. Ao mesmo tempo, decidiu contratar uma consultoria específica no ramo, o que ajudou a enfrentar o desafio de criar uma coleção e poder cuidar sozinha de todas as questões relacionadas à criação, produção, desenvolvimento e marketing da empresa.

 

Em sua visão, é importante atuar com produtos veganos para “contribuir para a tomada de consciência de que não é necessário sacrificar ou causar sofrimento aos animais em nome do desejo de estar bonita, de se vestir bem, ou de estar ‘na moda’”. Por amor, a estilista é convicta sobre não utilizar nenhum material derivado de animais em suas criações, e logo no início de duas pesquisas acabou descobrindo uma infinidade de materiais alternativos, que lhe possibilitam criar peças lindas e sustentáveis.

 

“Por outro lado, é importante oferecer ao público vegano (que já tem essa consciência) alternativas em todos os segmentos e não apenas no ramo de alimentação, como se costuma pensar. Para este público, é doloroso utilizar uma bolsa feita de couro ou de pele de animais”, destaca.

 

Demarchi utiliza temas místicos e sociais para a criação de suas peças. A empreendedora define: “A primeira coleção foi inspirada na Mãe Terra, por isso foi chamada de Gaia. Já a coleção atual, Majesty, foi inspirada no Empoderamento Feminino, no fortalecimento das mulheres quanto à liberdade de serem lindas como são, sem terem que se amoldar a conceitos ou modismos”.

 

Para a empreendedora, não há crise. A expectativa é que a La Loba cresça de 30 a 40% em 2016.