Como a crise política afeta o seu negócio?

Especialista explica como toda a bagunça política que vivemos hoje impacta o dia a dia das empresas

Operação Lava Jato, processo de impeachment da presidente da República, caos em Brasília. O que isso afeta na rotina do seu negócio? Afeta em tudo. Apesar do empresariado em geral, especialmente do varejo, afirmar que é preciso agir apesar de Brasília, a instabilidade política impacta os negócios e suas decisões presentes e futuras. ?Os negócios não estão blindados da instabilidade política?, afirma Luis Henrique Stockler, sócio da consultoria de gestão ba}Stockler.

E isso acontece de dois jeitos, segundo Stockler. ?Afeta do ponto de vista micro e macro?, afirma. O micro, explica, é do ponto de vista do consumidor. ?Ele sente essa instabilidade, que afeta a confiança dele, e faz com que ele fique mais receoso na hora de consumir. Ele procura poupar porque ele não sabe se amanhã vai estar empregado ou se sua empresa vai estar aberta?, explica.

Menos gastos significam menor consumo e, por consequência, menores vendas no varejo. ?O consumidor está se preparando para um cenário pior do que está. O afeta psicologicamente?, afirma.

Leia também 
Empreendedorismo digital em tempos de crise

Já do ponto de vista macro o que pega, diz, é a ?desgovernança a qual o Brasil passa?. ?Essa desgovernança tem impacto na economia. A inflação está correndo, o poder de compra diminuindo e falta investimento?, afirma. ?O cenário está muito incerto e a perspectiva, que era uma retomada em 2016, só vai acontecer mais tarde?, explica.

?O processo de impechment, a Lava Jato, até então, não causavam essa perspectiva futura ruim. Mas agora causam. O cenário político piorou, as perspectivas de retomada do crescimento se alongaram. E pra reverter dois anos de retração não vai ser em um semestre ou um ano?, avalia o especialista.

A crise econômica, que antes era pra durar de um ano a dois anos, agora deve seguir por mais três ou mesmo quatro anos. ?Isso afeta a decisão dos empresários de como ele vai investir na reserva e na produtividade?, afirma.

O que fazer? Para o especialista, lamentar-se não é o caminho. ?Isso não vai ajudar o seu negócio. Quando você tem um cenário conturbado, a tomada de decisões de longo prazo pode  garantir uma maior segurança e longevidade para a empresa?, avalia.

? Sei que estamos em um momento difícil, mas um dia isso acaba?, acredita o especialista, que defende um remédio amargo: ?O remédio amargo seria uma mudança radical da nossa liderança ? de toda a liderança e não apenas da Dilma e não apenas no âmbito federal, como no Estadual pra gente voltar a crescer?, acreita.

Leia também
A crise e as oportunidades aos varejistas