Como acertar na contratação de vendedores

O profissional treinado deve ser capaz de traduzir em palavras simples os atributos dos produtos

O Dia dos Pais não atinge o pico de vendas das festas natalinas ou do Dia das Mães, duas das melhores oportunidades para o comércio nacional, mas não é uma data a ser desprezada. Nessa época do ano, muitos filhos e esposas, e até mesmo netos, saem à procura de produtos de alto valor agregado para seus entes queridos. São barbeadores, telefones celulares, tablets, notebooks, entre outros produtos.

A preferência masculina por aparelhos ligados à tecnologia faz da data uma excelente oportunidade para muitas empresas do segmento, que devem estar preparadas para realizar o atendimento a esse público. Se por um lado a previsão para este ano para o Dia dos Pais, segundo estimativas do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), é de incremento de apenas 1% nas vendas, em comparação com o ano passado, quando houve crescimento de 3,78% sobre o ano anterior, temos que observar que há, sim, que se considerar a oportunidade para que alguns segmentos industriais se sobressaiam, como é o caso de notebooks e celulares.

Entretanto, receber os clientes no ponto de venda para a compra de produtos complexos, como eletrônicos, não é tarefa fácil. Explicar para uma pessoa que quer levar para seu pai um celular de última geração, e que atenda todas as suas necessidades do dia a dia, requer apoio, bom atendimento e, acima de tudo, muito conhecimento técnico por parte do promotor de vendas.

Para tanto, as marcas devem contar com um profissional treinado, que seja capaz de traduzir ao cliente, em linguagem acessível, os atributos dos produtos em exposição no varejo. É importante que as indústrias tenham a seu favor, no PDV, promotores qualificados, capazes de realizar a demonstração dos itens de forma clara, objetiva, ampliando a percepção de qualidade e enaltecendo os diferenciais relativos ao produto apresentado aos consumidores. Por isso, na hora de contratar um promotor de vendas, recomendo às empresas alguns cuidados:

1. Veja se o profissional tem experiência anterior na área

2. Em caso negativo, realize um treinamento, que deve contemplar o atendimento ao cliente e o conhecimento técnico do produto;

3. Tanto a parte de interação com o cliente (relacionamento) quanto a compreensão do que se quer vender (compreensão técnica do produto) são fundamentais para o sucesso das vendas;

4. Esteja certo de que o vendedor acredita no produto;

5.Certifique-se de que o vendedor conhece todas as funcionalidades do produto. Os detalhes podem fazer a diferença na hora da venda;

6. É interessante que o vendedor também saiba os diferenciais da concorrência, a fim de que possa reforçar os atributos da marca que defende;

7. Oriente o profissional sobre o fato de que abordar não é incomodar. A ideia é o auxílio no ato de compra e não a imposição de uma marca ou produto. Dê liberdade ao consumidor;

8. Certifique-se de que o profissional que está no ponto de venda garantirá a organização e boa visibilidade do produto da marca para a qual trabalha;

9. Integrar o promotor de vendas à equipe da loja pode fazer a diferença;

10. Monitore periodicamente os resultados alcançados pelo profissional e mantenha metas claras.

Em tempos de produtos de qualidade cada vez mais próxima, de lançamentos constantes e de estimativa de incremento de vendas para o Dia dos Pais na casa de 1%, pense nisso: reforce sua equipe de promoção. A ação promocional no ponto de venda durante as datas sazonais pode elevar seus resultados em termos de faturamento e exposição de marca. Boas vendas e Feliz Dia dos Pais!

*Jonathan Dagues é CEO do Work Able Group

Leia mais:

61% dos internautas comprarão presente para pais

Empresas freiam busca por crédito em junho

Lojistas esperam crescimento de 1% no Dia dos Pais