Vendas no varejo despencam quase 20% em dias de jogos do Brasil

Por: Raphael Coraccini 2.480 views

Os números são do Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), que contempla todas as operações contabilizadas na rede da Cielo. Oitavas-de-final registrou menor queda. Confira

Crédito: Shutterstock

Na última segunda-feira, quando o Brasil enfrentou o México pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo, o varejo total registrou queda de 14,3% no período do jogo, das 11h às 13h. A comparação é feita em relação à média do faturamento do setor nesse horário em uma segunda comum.

Apesar da redução da atividade econômica, a queda é a menor que a média dos jogos anteriores. Na primeira fase, a queda no dia dos jogos em todo o setor de varejo foi de 23%. Somado o jogo das oitavas-de-final, contra o México, o desempenho melhora um pouco: -18,65%. Os números são do Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA).

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Durante o jogo entre Brasil e México, o setor de supermercados apresentou forte movimento pela manhã e retomou no fim da tarde, fechando o dia 8,5% acima de uma segunda-feira comum.

Bares crescem acima dos 40%

Já o setor de Alimentação em Bares e Restaurantes apresentou queda de 5,7% versus uma segunda-feira comum. Isolando apenas Bares, o setor foi beneficiado pelo jogo e teve crescimento de 42,0%.

Outro setor novamente beneficiado pelo jogo foi o de Padarias, que faturou 20,2% mais que em uma segunda-feira comum. Por outro lado, alguns setores apresentaram queda significativa. Drogarias registrou queda de 15,5%. Vestuário, 31,1%. E Móveis, Eletro e Lojas de Departamento, 31,5%.

Primeira fase

Na tarde da quarta-feira do dia 27, quando o Brasil jogou com a Sérvia, as vendas no varejo caíram 24,5% em comparação a uma quarta-feira comum.

No jogo contra a Costa Rica, realizado no dia 22, sexta-feira, a variação negativa foi de 19,8% em relação às sextas-feiras comuns.

No domingo do jogo em que o Brasil enfrentou a Suíça, estreia do País na Copa, a variação negativa foi de 24,7%.

Leia também: 

Vendas no varejo têm crescimento discreto em abril, segundo IBGE

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.