Desemprego faz Brasil bater recorde em abertura de MEI, diz Serasa

Por: Raphael Coraccini 1.622 views

O ritmo lento de criação de empregos tem levado trabalhadores a optar por abrir suas próprias empresas. Abril foi o mês com maior número de novas empresas desde 2010

Crédito: Shutterstock

Em abril de 2018, o Brasil registrou o nascimento de 222.392 empresas, o maior total observado pelo Indicador Serasa Experian de Nascimentos de Empresas desde 2010, primeiro ano do indicador.

Os microempreendedores individuais representam a maior parte dessas empresas, com 79,8% do total, um montante de 177.391 novos negócios abertos. Só na categoria de MEIs, o aumento é de 37,4% na comparação com abril de 2017, quando 129.110 empresas foram fundadas nessa categoria.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

Juntando todas as categorias, o nascimento de novas empresas é 34,8% maior na relação com abril do ano passado, quando o indicador apontou 164.976 novos empreendimentos no país.

No acumulado do primeiro quadrimestre deste ano, os MEIs já respondem por 694.005 das 839.052 empresas que começaram a operar formalmente em todo o país em 2018.

Segundo análise da Serasa Experian, o crescimento ininterrupto de novas empresas de micro e pequeno portes se deve à procura de trabalhadores por uma fonte de renda alternativa, frente ao ritmo mais lento do que o esperado na reversão do índice de desemprego e na retomada da criação de vagas formais no mercado de trabalho.

Setores

Entre os setores que mais receberam novas empresas, o de Serviços está na frente, com 146.824 nascimentos em abril, uma participação de 66% no total de novas companhias.

O comércio vem em segundo lugar, com 25,8% do total, que respondeu pela criação de 57.466 de empresas em abril de 2018. Já a Indústria ficou com 7,8% do total, ao contabilizar 17.406 de novos negócios no período.

Leia também:

Vendas no varejo têm aumento discreto em abril, segundo IBGE

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.