Onde o varejo americano estará em 10 anos?

Por: Raphael Coraccini 6.417 views

Pesquisa da Zebra Technologies dá o panorama do setor logístico americano para o varejo e aponta mudanças drásticas no setor principalmente entre 2023 e 2028

cred: Shutterstock

As empresas logísticas estão desenvolvendo maneiras de acelerar a entrega dos produtos para os consumidores. Uma pesquisa realizada pela Zebra Technologies aponta que 78% dos varejistas americanos devem ter condições de fazer suas entregas no mesmo dia até 2023.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

A pesquisa aponta ainda que, até 2028, 40% do varejo daquele país será capaz de realizar entregas em até duas horas. O Walmart está querendo pular à frente a anunciou parceria com uma empresa de entregas de alimentos para reduzir drasticamente o tempo de entrega para todo o território americano.

Para atender a crescente tendência da economia sob demanda, 76% dos varejistas já usam os estoques de suas lojas físicas para atender os pedidos on-line. Cerca de 85% dos lojistas esperam disponibilizar o serviço de compra on-line e entrega na loja até o fim de 2019.

Supply Chain

As cadeias de suprimento da próxima geração do varejo utilizarão tecnologias absolutamente novas, que estão em fase de testes entre os gigantes do setor. As tecnologias mais disruptivas que o varejo americano indica usar até 2028 são drones (39%), veículos autônomos (38%) e robótica (37%).

Código de barras

A tecnologia do código de barras, apesar de antiga, ainda não é uma verdade absoluta, nem no varejo americano. Naquele país, 72% das empresas utilizem códigos de barras, as outras ainda usam procedimentos manuais, algo que inviabiliza as vendas omnichannel. Até 2021, porém, scanners portáteis de código de barras serão usados ​​por 94% dos varejistas.

Leia também:

As 10 empresas que lideram a revolução no varejo americano

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.