Preço dos ovos de páscoa pode variar até 91%

Por: Ivan Ventura 2.794 views

Pesquisa mostra o valor médio do quilo dos ovos de Páscoa. Consumidor deve pagar mais caro pelos chocolates. Confira os dados

Crédito: Shutterstock

É só começar a Páscoa e as redes sociais são invadidas com imagens que comparam preço de ovos de chocolate com barras ou mesmo caixa de bombons. Mas e quanto ao preço entre os próprios ovos de páscoa?

A Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, pesquisou o preço de diversos produtos vendidos na Páscoa. Na lista, há desde bolos, caixas de bombons, os ovos (claro) e tabletes de chocolate de diversas marcas, tipos e modelos.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

A maior diferença encontrada entre os ovos de Páscoa foi de 91,24% no ovo Surpresa Pet Cachorros (Dog Ventures) de 150g da Nestlé. O preço variou de R$ 42,99 (maior preço) e o R$ 22,48 (menor).

Nos preços dos bombons, a maior diferença encontrada foi de 117,22%. Nas caixas Avelã bag 185g e Cereja bag 195g, ambos da Montevérgine, o maior preço encontrado foi de R$ 12,99 em um estabelecimento e R$ 5,98 em outro. A maior variação nos tabletes de chocolate foi de 78,35% e nos bolos de páscoa de 57,24%.

O valor médio do chocolate

Uma informação curiosa identificada no levantamento foi o preço médio do quilo do ovo de chocolate nesta época do ano. E o mais interessante: a pesquisa identificou a iguaria com ou sem brinquedo.

Segundo o Procon SP, o quilo do ovo de Páscoa com brinquedos custa em média R$ 289,90. Já o quilo do ovo sem brinquedos custa R$ 144,52.

Varejo deve ter melhor Páscoa desde 2013

A fundação ainda verificou que preço do quilo do bombom custa em média R$ 111,02, Já o tablete, R$ 44,77. Por fim, o bolo de Páscoa sai por R$ 34,78.

Preços 2018 x 2017

Na comparação entre os resultados deste ano e 2017, verificou-se um aumento médio de 1,12% nos bolos de Páscoa. Já os bombons registraram uma alta de 3,12% enquanto que os ovos de Páscoa tiveram uma elevação de 4,84%. Apenas os tabletes de chocolate tiveram decréscimo no preço médio, de -4,25%. O Índice de Preços ao Consumidor – IPCSP da FIPE, referente ao período de março de 2017 a fevereiro de 2018, registrou uma variação de 2,07%.

O levantamento aconteceu nos dias 9, 12 e 13 de março em dez estabelecimentos distribuídos pelas cinco regiões de São Paulo e comparou o preço de 172 itens.

Leia também
Vendas de Páscoa devem crescer 3% em São Paulo

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.