Varejo de vestuário deve crescer 2% em 2017

Por: Camila Mendonça 62.059 views

Entidade que representa o setor projeta dados positivos para a cadeia de moda, desde a confecção às vendas nas lojas. Acompanhe

cred: Shutterstock

O varejo de vestuário deve crescer 2% neste ano, segundo dados divulgados nesta semana pela Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção). Esse crescimento é reflexo da recuperação da cadeia do varejo de moda.

Os dados da Associação mostram crescimento de 1% na produção de vestuário. A produção de têxteis deve crescer também 1% em 2017. Ao todo, espera-se que o setor registre faturamento de R$ 135 bilhões, um aumento de 4,6% em relação a 2016.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Como consequência, espera-se a geração de 10 mil postos de trabalho e um investimento de R$ 1,75 bilhão em máquinas e equipamentos.

Os dados sinalizam a recuperação da cadeia de moda depois de um ano complicado. No ano passado, o varejo de vestuário apresentou queda de 10,7% e em 2015, o recuo foi de 5,6%.

Somente em 2016, o setor têxtil e de confecção perdeu 100 mil empregos. A produção de vestuário registrou queda de 6,7%. No ano passado, o setor investiu R$ 1,67 bilhão em máquinas e equipamentos – 25,5% a menos do que em 2015.

“2017 continuará sendo um ano com muitas dificuldades e incertezas, tanto no âmbito nacional quanto internacional. Porém, existem alguns sinais de melhora por conta de propostas já encaminhadas e a serem encaminhadas pelo Executivo nas áreas da previdência, trabalhista, tributária e da desburocratização. A indústria está pronta para ativar a retomada que vier e o setor têxtil e de confecção sempre reagem muito rapidamente”, afirmou, em nota, o presidente da Abit, Fernando Pimentel.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.